Goleiro Bruno é desmentido por clube carioca, que se irrita e traz revelações: ‘Ficamos surpresos’

Jogador foi anunciado como reforço do Atlético Carioca em março deste ano

Cido Vieira
Jornalista formado e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com desde o ano de 2017, já acumulei diversas funções no site e atualmente me dedico a cobertura do futebol nordestino. No Twitter (@cidovieira90)

Crédito: Reprodução

A entrevista do goleiro Bruno Fernandes no canal “Nação Urubu 81” teve uma ampla repercussão nas últimas horas. Além de disparar críticas contra a imprensa, se dizendo vítima de uma “prisão perpétua” por conta do crime que cometeu e foi condenado, o jogador reforçou mais uma vez a decisão pela aposentadoria no futebol. Contudo, o Atlético Carioca, último clube que jogou recentemente não gostou das declarações.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Em nota, o time que figura na terceira divisão carioca disse ter ficado surpreso com a entrevista de Bruno, uma vez que, segundo o clube, ele segue com contrato vigente, e recebendo em dia.

“Bruno tem contrato com o clube até o final de agosto. O salário dele está em dia. Ficamos surpresos com a declaração, acredito que essa entrevista foi para divulgar mais esse novo ‘projeto’ dele, mas realmente a direção do clube não gostou”, afirmou o Atlético Carioca, reforçando que o goleiro pode até ser escalado para o próximo compromisso da equipe.

NOVOS ARES

Nos últimos meses, o goleiro Bruno Fernandes informou aos seguidores que estava com novos planos, e que iria se dedicar ao mercado financeiro, atuando como trader. Julgando e culpado pelo crime de morte da modelo Eliza Samúdio, o ex-goleiro do Flamengo cumpre regime semiaberto desde 2019.

Deste período pra cá, ele tentou algumas vezes retomar a sua carreira no futebol, no entanto, conviveu com muitos protestos de moradores das cidades dos times e de próprias pessoas que trabalhavam nos bastidores dos clubes.

No ano passado, após relutar e se deparar com um cenário adverso, o Rio Branco, do Acre, bancou a contratação do goleiro, que disputou a reta decisiva do estadual e esteve na campanha da equipe na Série D do Brasileirão, mas não teve contrato renovado.

LEIA MAIS:

Goleiro Bruno culpa mídia pelo fim da carreira e critica o Flamengo: “Não postam fotos minhas”