Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Conor McGregor diz que vitória de Poirier foi ‘ilegítima’: “No segundo round, mostraria como as coisas são”

Após passar por uma cirurgia  na perna, irlandês prometeu retorno rápido ao octógono do UFC

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Facebook Oficial UFC Brasil

Uma lesão ainda no primeiro round estragou os planos de Conor McGregor na luta contra Dustin Poirier, no último sábado (10) pelo UFC 264. O irlandês, que passou por cirurgia neste domingo (11), tratou de não esquecer ao rival que a rusga entre ambos ainda permanece.

Em postagem feita, através de seu Twitter, o ‘Notorious’ provocou Poirier, afirmando que a vitória na luta principal do evento do último final de semana (nocaute técnico gerado por causa da lesão) seria ‘ilegítima’. Além disto, tratou de afirmar que a luta poderia ter tomado um rumo favorável a si se esta passasse do primeiro assalto.

“Dustin, pode celebrar esta vitória ilegítima. Você  não fez nada ali. O segundo round teria mostrado como as coisas são”, disse o lutador na rede social

No domingo, McGregor passou por cirurgia num hospital de Los Angeles. O procedimento, que durou 3h30, foi considerado um sucesso pelos médicos envolvidos, de acordo com o TMZ. A operação foi semelhante a feita por Anderson Silva quando se lesionou em luta contra Chris Weidman e do próprio Weidman em luta contra Uriah Hall.

“Saí da sala de cirurgia e tudo ocorreu como planejado. Tudo está perfeito, me sinto ótimo e serão seis semanas de muletas para que a gente volte. Quero agradecer aos fãs de todo o mundo pelas mensagens de apoio. Agora, vamos trabalhar como um time. Nós caímos juntos e vamos nos levantar juntos. Vamos voltar melhores do que nunca”, disse o irlandês

LEIA MAIS

UFC 264: confira TODOS os resultados do evento