Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

RB Leipzig: André Silva responde pergunta bizarra sobre Cristiano Ronaldo em apresentação

Português teve que responder pergunta incomum na sua apresentação no RB Leipzig

Alexander Rodrigues
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação - RB Leipzig

O RB Leipzig convocou uma entrevista coletiva para anunciar oficialmente o português André Silva como sua mais nova contratação para os próximos desafios que a equipe alemã enfrentará como UEFA Champions League, Bundesliga e Copa da Alemanha.

Veja mais: Lenda do Manchester United vai a julgamento por violência doméstica

Tudo corria bem na entrevista até que um jornalista alemão fez uma pergunta que fez até o intérprete ficar desajeitado e não conseguir parar de rir, pois a pergunta se referia a nada menos do que o cheiro de Cristiano Ronaldo, companheiro de seleção portuguesa de André Silva.

Com todo mundo rindo na coletiva, André Silva devolveu a pergunta questionando se o repórter já havia cheirado o Cristiano Ronaldo, o que fez a sala vir abaixo.

Depois da pergunta bizarra André Silva falou que deseja ter as conquistas e até o cheiro do seu compatriota.

“Em relação ao Cristiano Ronaldo, se algum dia eu conseguir atingir o que ele atingiu, seria algo extremamente bom, mas em relação a mim acho que cada caminho é diferente da outra pessoa e eu só estou tentando ser o melhor que consigo na minha melhor versão e fico feliz que o Cristiano Ronaldo continue mostrando sua melhor versão e quem sabe vou ter que pedir o perfume dele para cheirar bem” – afirmou André Silva com um tom bem humorado.

Você pode conferir a pergunta bizarra feita ao jogador do RB Leipzig aqui.

Fique ligado aqui no Torcedores para saber tudo sobre o futebol no Brasil e em todo o mundo da bola!

Leia mais:

Mercado da bola: Benfica fecha com meia do Milan

Mercado da bola: Chelsea vende mais uma promessa da base

Mercado da bola: Chelsea mira argentino ex-Manchester United

Mercado da bola: Tottenham renova por 4 anos com estrela do ataque

Morre treinador inglês que fez história no Reino Unido

Eriksen não poderá jogar com desfibrilador interno na Itália; entenda.