Richarlyson revela jogador que recebeu “mala preta” para ser rebaixado da Série A

Ex-jogador do São Paulo afirmou que achou que era apenas uma falha. Porém, Richarlyson descobriu que havia uma esquema no lance

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.Twitter: @rafaelbrayan_

Crédito: Paulo Pinto / saopaulofc.net

O ex-jogador Richarlyson revelou nesta segunda-feira (19) um jogador que aceitou “mala preta” individualmente e acabou rebaixando uma equipe da Série A do Campeonato Brasileiro. Em entrevista ao “Arena SBT”, o ex-São Paulo, Atlético-MG e Fortaleza, entre outras equipes, ainda citou lance que revelou o esquema.


Leia mais:

+ Neto monta Seleção “ideal” com Hulk, atleta do Bahia, Veiga e Reinaldo; veja lista


“Já passei uma situação que teve mala preta. O nosso goleiro entregou o jogo. Estava no Fortaleza. Não tem como. Já tinha ocorrido que ia ter mala preta, mas ninguém sabia o jogador que estava. Chegou no jogo, o cara deu um chutão de trás do meio de campo”, disse durante o programa.

“O goleirão saiu falando “eu” e entregou no pé do atacante, sozinho. Não é que era uma bola difícil. O cara chutou antes do meio de campo. Depois de muito tempo soubemos que era ele. Na hora pensamos que era uma falha”, comentou Richarlyson.

Em 2003, o Fortaleza enfrentou a Ponte Preta e foi derrotado por 2 a 0, incluindo uma falha do goleiro Jefferson no primeiro gol. Com o resultado, o Tricolor do Pici foi rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro, enquanto a equipe de Campinas se garantiu na elite da competição nacional por mais uma temporada.

Perguntado se ele já havia aceitado “mala branca”, Richarlyson diz que sim, mas explica situação. “Mas pera aí. Vou refazer a resposta: existem momentos que você é obrigado a jogar, e a mala branca é só um aditivo”, afirmou.

“Eu iria jogar de qualquer jeito, mas veio dinheiro. Vou mentir? Quantas vezes que tive numa situação na qual meu time já estava fora de perigo ou classificado, e um outro time precisava de um resultado nosso…”, completou Richarlyson.