Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Presidente do Santos diz que fez proposta ‘irrecusável’ para Kaio Jorge no começo do ano e detalha venda para Juventus

Após meses de novela, atacante irá se transferir para a Juventus; Santos lucra 3 milhões de euros com a negociação

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Twitter: @PaulFoles

Crédito: (Photo by Amanda Perobelli-Pool/Getty Images)

A novela Kaio Jorge se arrastou por meses no Santos. Nesta segunda-feira (2), o clube anunciou a venda do atacante para a Juventus da Itália, em negociação que rendeu uma quantia ao Peixe. Em entrevista no site oficial do clube, o presidente Andrés Rueda esclareceu a operação pelo jovem e revelou que ofereceu uma proposta ‘irrecusável’ para o atleta renovar o contrato no começo de 2021, mas ele não quis.

“Fiz uma proposta que entendi como irrecusável em janeiro. Propus 20% do passe para ele. Santos tinha 100%. Propus 20% ao jogador, 20% para o empresário e o Santos ficaria com 60%, além de um bom aumento e cláusula para o Santos vender com proposta mínima de 15 milhões de euros. Era o recado: ‘Vamos renovar e fica bom para todo mundo’. Jogador não aceitou, então obviamente o caminho estava desenhado. Não tínhamos o que fazer a não ser buscar propostas”, ressaltou.

Com o risco de perder Kaio Jorge de graça, o Santos tentou negociá-lo com o Benfica, em uma negociação que seria bem favorável ao clube. No entanto, o atacante de 19 anos sempre teve o desejo de ir para o futebol italiano e escolheu a Juventus.

“Conseguimos proposta de um clube europeu interessante para o Santos (Benfica) dentro da nossa realidade de sair de graça em seis meses. Essa proposta foi segurada até o último instante e, quando fomos informados das duas propostas… Uma de nada e outra de 1 milhão de euros, mostramos a nossa proposta e que o jogador ajudasse como falou”, falou Rueda.

Portanto, Kaio Jorge viaja na próxima quarta-feira (4) para assinar com a Juventus até 2026. O clube de Turim irá pagar 3 milhões de euros (R$ 18,5 mi) pelo jogador, sendo metade do valor agora em agosto e a outra metade apenas 2022. No mais, ainda há no contrato um bônus de de 1 milhão de euros (R$ 6,1 mi) ele atingir meta de jogos, além de prioridade do Peixe em futuro empréstimo/venda para o Brasil e 5% em caso de venda para outro clube.

Mais detalhes da negociação por Kaio Jorge

“Tivemos desencontros, precisamos agir firme e até utilizar a renovação automática bilateral assinada anteriormente. A razão do Santos era duvidosa na Fifa, advogados disseram que a chance era zero, outros diziam que era 60 a 40% a chance. Conseguimos as condições depois de árduas negociações, praticamente semelhantes a essa proposta (do Benfica). Valor X de euros, bônus factíveis. O primeiro bônus é a Juventus ir para a Champions League. Ficamos com 5% de mais valia e a prioridade no retorno ao Brasil pela compra ou empréstimo”, revelou o presidente, que prosseguiu:

“Podem pensar que não adianta pois pedirá 1 milhão, mas essa prioridade vale. Espero que estejamos em melhor situação e, se não tivermos, isso tem valor caso ele queira ir para outro time. Esse time teria que pagar algo para a gente. Nenhum clube pode vir no Santos e fazer o que bem entender. No fim alcançamos o melhor para todos. Juventus fez excelente aquisição pagando menos e o Santos, dentro de não receber nada, vai ganhar alguma coisa”, completou ele.

LEIA MAIS:

Santos oficializa venda de Kaio Jorge para Juventus