Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Skate foi abordado no Enem, mas com erros no enunciado

O skate está chamando atenção pela sua popularização nos Jogos Olímpicos

Gabriela Santos
Colaborador do Torcedores

Crédito: Wander Roberto/COB

A modalidade que está ganhando muitos praticantes foi citada no último domingo (21) no Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Siga o Torcedores também no Instagram

Uma questão com erros e uma resposta que não apresentava o verdadeiro propósito, dizia o seguinte:

“No início foram utilizados eixos e rodinhas de patins pregados numa madeira qualquer, para sua composição, sendo as rodas de borracha ou ferro. O grande marco na história do skate ocorreu em 1974, quando o engenheiro químico chamado Frank Nasworthy descobriu o uretano, material mais flexível, que oferecia mais aderência às rodas”.

Frank Nasworthy não descobriu o uretano, pois a fórmula é conhecida desde 1937 por Otto Bayer, um alemão que reconheceu e patenteou a substância. Nasworthy era um estudante norte-americano e que foi o responsável por desenvolver a rodinha de uretano, mas não a matéria do uretano.

Leonardo Brandão é um professor e historiador que falou sobre o enunciado, concluindo que o skate seria responsável por tornar a modalidade popular e não com a finalidade de democratizá-lo. Ele falou também sobre o valor de um skate e o alto custo para ter um de boa qualidade, sendo que não é possível encontrar por menos de R$ 300 reais.

Muitas pessoas estão se interessando pelo skate, tendo em vista que está em evolução e edificação. Com grandes nomes em ascensão, o Brasil pode se tornar uma potência. Rayssa Leal é a medalhista olímpica mais jovem da história do país por subir ao pódio da competição aos 13 anos.