Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Mercado da bola: Corinthians deve profissionalizar Pedro, jogador alvo do Palmeiras

Atacante de 15 anos é considerado um menino prodígio nas categorias de base do Corinthians. Segundo familiares do jogador, o Palmeiras já manifestou interesse. Pedro está disputado a Copinha

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 28 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.

Crédito: Rodrigo Gazzanel/agência Corinthians

Pedro é considerado um menino prodígio que integra as categorias de base do Corinthians. Aos 15 anos, o atacante já representa o time alvinegro, na Copa São Paulo de Futebol Júnior, o maior torneio de base do futebol brasileiro e que recebe atletas de até 20 anos.

Nesta segunda-feira (10), Pedro deixou a marca e contribuiu para a vitória por 2 a 0 contra o São José-SP.

“Graças a Deus, eu pode ter a oportunidade de ser titular na Copinha. É muito emocionante fazer um gol com essa torcida maravilhosa”, relatou, em entrevista ao canal SporTV.

Por questões legais, o jogador ainda não tem contrato profissional com o Timão. A assinatura deve ocorrer a partir do dia 5 de fevereiro, quando Pedro completa 16 anos.

De acordo com o tio do adolescente, Diney Castilho, o objetivo é permanecer no clube alvinegro. “Nunca tivemos interesse em sair. Estamos pensando no projeto do Corinthians”, disse, em entrevista ao Globoesporte.

O familiar do jogador também contou que o Palmeiras manifestou interesse. “O Palmeiras sempre falava com a gente. Até criamos uma boa relação com o pessoal da base de lá”, relatou.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

“Ele (Pedro) teve um convite aos 9 anos e, depois, o Palmeiras nos procurou vários outras vezes, até porque no futsal o vínculo era anual. Mas nós nunca quisemos trocar de clube”, prosseguiu Diney.

História de vida

Chegar até a Copinha não foi fácil para Pedro, conforme a mãe, Ágatha Silva. O motivo? O trabalho diário, e a logística de deslocamento entre residência e local de treinamento.

“Eu trabalhava de domingo a domingo no restaurante de um shopping e, com ajuda de alguns familiares, levava o Pedro no Corinthians, mas era complicado”, contou.

“Um dia, quando ele fez 10 anos, eu o ensinei a pegar ônibus, trem e metrô sozinho. Ele saia às 5h30 de casa e só voltava no final do dia. Isso fez com que ele amadurecesse muito jovem”, continuou Silva.

Pedro é agenciado pela empresa Elenko Sports. O jogador passou a morar em Tatuapé após o acordo. A nova moradia é mais perto do local de treino.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Para que a mudança ocorresse, a única condição imposta pela família foi que o Corinthians bancasse os estudos de Pedro em uma escola particular.

Leia também:

Mercado da bola: Corinthians oficializa contratação para o futebol feminino

Mercado da bola: Oferecido ao Corinthians, Bakambu define futuro

Mercado da bola: Palmeiras vive clima de apreensão após demissões de Leila Pereira

Palmeiras: alvo de protestos pela internet, Leila Pereira parabeniza torcida organizada