Home Automobilismo Fórmula 1: Brasileiro é um dos nomes para substituir Mazepin na Haas; confira a lista

Fórmula 1: Brasileiro é um dos nomes para substituir Mazepin na Haas; confira a lista

Brasileiro pode ganhar um lugar na Fórmula 1 na Haas no lugar de Mazepin

Alexander Rodrigues
Redator no @AlemanhaFC, @Torcedorescom, ADM da página @futebolcomamor e torcedor do Feyenoord.

O brasileiro Pietro Fittipaldi é um dos pilotos que podem ganhar um assento na Fórmula 1 como piloto titular na Haas para substituir  Nikita Mazepin. Depois da invasão da Rússia na Ucrânia, a equipe norte-americana já havia removido as cores russas do principal patrocinador, a Uralkali, que tem laços com o governo russo, porém agora a pressão é que Mazepin deixe a equipe.

PUBLICIDADE

Candidatos a pilotar a Haas

Pietro Fittipaldi

PUBLICIDADE

O primeiro nome mencionado por Guenther Steiner foi o de Pietro Fittipaldi. Não chega a ser uma surpresa, pois o brasileiro é piloto reserva da Haas e já substituiu Romain Grosjean nas duas últimas corridas de 2020. O neto de Emerson Fittipaldi é um piloto sólido.

O brasileiro conquistou alguns títulos em sua juventude, incluindo a World Series Formula V8 3.5 em 2017, mas nunca houve um avanço real. No DTM, IndyCar e no Campeonato Asiático de Fórmula 3. Por duas corridas foi bom vê-lo pilotar no topo em 2020, mas resta saber se ele também é uma opção séria para uma temporada completa.

Antonio Giovinazzi

Não surpreendentemente, o nome de Antonio Giovinazzi também surgiu imediatamente. O italiano perdeu sua vaga na Fórmula 1 no final de 2021 porque a Alfa Romeo escolheu Valtteri Bottas. Ele deixou uma impressão sólida na F1, mas nunca totalmente convincente. No entanto, para Haas, ele parece uma opção melhor do que Mazepin.

PUBLICIDADE

Em primeiro lugar, Giovinazzi é um piloto com experiência na F1, com a qual pode apoiar o jovem Mick Schumacher. Em segundo lugar, a equipe americana perderá muito dinheiro ao encerrar o acordo com a Uralkali e a Ferrari pode oferecer algum desconto no motor se o italiano puder dirigir na Haas em 2022.

Callum Ilott

Outro piloto da academia da Ferrari é Callum Ilott. O britânico atualmente disputa o campeonato da IndyCar, mas o piloto sempre sonhou com uma passagem para a Fórmula 1. Ele também vem do programa da Ferrari e quase guiou a Haas em 2020. No entanto, sua estreia em uma primeira sessão de treinos livres fracassou devido às más condições climáticas.

Oscar Piastri

PUBLICIDADE

Outro forte candidato é Oscar Piastri. Ele foi campeão da Fórmula 3 em 2020 e conquistou o título na F2 em 2021, mas a Alpine F1 não tinha lugar para a jovem estrela. O fato de poder dar quilometragem para Piastri na Fórmula 1 pilotando a Haas pode ser interessante para a equipe francesa.

Nyck de Vries

Outro piloto que foi elogiado em várias equipes em 2021 foi o atual campeão da Fórmula E Nyck de Vries. O holandês, apesar das recomendações de Toto Wolff, perdeu a vaga na Williams. A equipe britânica escolheu Alexander Albon, apesar de seus laços com a Red Bull. Embora a Mercedes não tenha vínculos com a Haas, pode ser que a equipe alemã se interesse que seu piloto reserva possa guiar na Fórmula 1.

Nico Hulkenberg

PUBLICIDADE

Nico Hulkenberg teve que deixar a Renault no final de 2019 para dar lugar a Esteban Ocon. Apesar de três boas performances na Racing Point em 2020, ele não conseguiu uma vaga para 2021. Em 2021 e 2022, ele ainda está sob contrato com a Aston Martin como piloto reserva.