Torcedores – Notícias Esportivas

Fórmula 1: Verstappen se posiciona sobre saída de Masi e polemiza

Temporada 2022 da F1 começa no dia 18 de março, com os treinos-livres do GP de Sahkir, no Bahrein

Cido Vieira
Jornalista graduado. Redator do Torcedores.com desde 2017. Repórter na rádio Provisão FM Caruaru.

Crédito: Reprodução

Atual campeão da Fórmula 1, o holandês Max Verstappen concedeu entrevista na manhã desta quinta-feira (24), no circuito de Barcelona, onde a pré-temporada está sendo realizada. Questionado sobre o desligamento de Michael Masi no cargo de diretor de corridas, o piloto da Red Bull Racing classificou como “injusta e inaceitável” a decisão da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

Masi foi alvo de uma grande polêmica na última temporada da F1, ao definir a postura do safety-car no final da prova em Abu Dhabi, que acabou decidindo o mundial de pilotos, com Verstappen ultrapassando Lewis Hamilton na volta final.

“Eu acho muito injusto o que aconteceu com Michael. Ele foi jogado aos leões. Em primeiro lugar, acho inaceitável tirarem ele do cargo assim. Sinto muito por Michael, pois penso que ele era muito capaz e um bom diretor de corridas. Nada contra os novos diretores, que também são capazes e bons no que fazem. Mas, pessoalmente, e por Michael, eu sinto muito. Até mandei uma mensagem para ele”, disse Verstappen em entrevista à Autosport.

Na concepção de Verstappen, Masi precisava de mais tempo e experiência no cargo da Fórmula 1, com a missão de substituir Charlie Whiting, lendário diretor de provas da FIA, falecido em 2019 às vésperas do GP da Austrália.

“Após a morte do Charlie (Whiting) foi muito complicado para alguém assumir o trabalho, porque ele era muito experiente após tantos anos. E talvez o Michael precisasse de mais tempo, pois todo mundo precisa de mais experiência. Quando eu cheguei nesse esporte, eu era um completo novato. Mas eu sou muito melhor hoje do que era naquela época, e acho que é a mesma coisa com o Michael. Então sacá-lo assim, para mim, não é a decisão correta. Mas desejo a ele o melhor, no que quer que seja, e espero que seja melhor do que ser diretor de corridas da F1”, enfatizou o piloto holandês, que vai em busca do bi na Fórmula 1.