Torcedores – Notícias Esportivas

Paulistão: Clube tradicional da capital, Nacional-SP amarga queda para 4ª divisão

O Naça, como é conhecido por seus torcedores, foi rebaixado mais uma vez no Paulistão

Álvaro Logullo Neto
24 anos, formado em Jornalismo pela Universidade de São Paulo e, desde 2021, redator de esportes no Torcedores.com. Por aqui, um pouco de tudo: tênis, basquete, NFL, Fórmula 1, esportes olímpicos e Fiorentina... digo, futebol!

Crédito: Reprodução / Instagram: @nacionalacsp

Fundado em 1919, o Nacional-SP é um clube pequeno, porém tradicional da cidade de São Paulo. O time é dono de dois títulos da Copinha, além de três conquistas na Série A3 do Paulistão, equivalente à terceira divisão estadual. Entretanto, a realidade do Naça, como é carinhosamente chamado por seus torcedores, preocupa. E muito!

No último fim de semana, uma derrota por 1 a 0 para o Desportivo Brasil rebaixou o Nacional novamente em âmbito estadual. Em 2023, portanto, a equipe da Barra Funda vai ter que disputar a chamada Segunda Divisão Paulista. Mas não se engane. Apesar do nome, trata-se do quarto nível do futebol em SP.

O Nacional-SP fez uma campanha pífia na atual Série A3 do Paulistão. Apenas seis pontos conquistados em 14 jogos, com uma vitória, três empates e dez derrotas. Ainda resta um jogo para o time azul e branco — diante do Olímpia, em seu estádio, o Nicolau Alayon. Curiosamente, o último oponente é o outro rebaixado na Série A3 deste ano.

Nacional despenca no cenário paulista

Para piorar ainda mais a situação, há quatro anos, o Nacional-SP realizava uma boa campanha na Série A2 do Paulistão. O clube foi o 5º colocado na tabela, em 2018, mas naquela edição somente os quatro melhores times disputavam vagas na elite do futebol paulista através de jogos eliminatórios.

Isso, aliás, mudou no ano seguinte, em 2019. Desde então, oito equipes se classificam para às fases finais do campeonato. O Nacional, contudo, não conseguiu mais repetir a boa campanha. O time acabou rebaixado em 2019, após um início bom, mas uma reta final desastrosa, que culminou com o descenso na rodada derradeira.

Em 2020, o Naça foi eliminado nas quartas de final da Série A3, após terminar a fase de classificação na oitava colocação. No ano seguinte, um caminho semelhante. Novamente o oitavo colocado, mas dessa vez o time parou nas semifinais, diante do Linense, Uma classificação à final garantiria o retorno do Nacional à Série A2 do Paulistão.

Neste ano, entretanto, nada deu certo. Campanha ruim, derrotas amargas em casa e, enfim, o rebaixamento com ainda uma rodada por jogar. Neste ano de 2022, o Nacional-SP ainda poderá disputar a Copa Paulista no segundo semestre, caso realize a inscrição para o torneio. Em 2023, o time terá de enfrentar a quarta divisão estadual.

A Segunda Divisão (também conhecida como ‘Bezinha’), vale dizer, só permite o ingresso de jogadores com até 23 anos. Ou seja, no ano que vem, apenas atletas nascidos a partir de 2000 vão poder compor o elenco do Naça, e dos demais times desta competição, que é a última divisão do futebol paulista.

História tradicional no futebol de SP

O Nacional possui uma rica história de mais de 100 anos, e que se confunde com Charles Miller, considerado por muitos o responsável por trazer o futebol ao Brasil. O inglês era filho de um diretor da São Paulo Railway, companhia ferroviária britânica e que tinha a concessão para atuar no estado de São Paulo.

Um time de futebol foi formado por funcionários desta empresa (entre eles, o próprio Charles Miller) ainda no final do século 19. Posteriormente, o São Paulo Railway Athletic Club se tornaria o que conhecemos, hoje, como Nacional-SP. A equipe manda seus jogos no Estádio Nicolau Alayon, no bairro de Água Branca, São Paulo.

O Nacional tem, em sua estante de troféus, conquistas importantes. As principais são dois títulos da Copa SP de Futebol Júnior (1972 e 1988), três títulos da Série A3 (1994, 2000 e 2017) e um título da Segunda Divisão Paulista (2014).

A equipe, contudo, atravessa uma grande crise técnica neste ano. Torcedores tecem muitas críticas com relação à gestão. Além disso, as redes sociais do clube também entraram no ‘caos’ de 2022. Isso porque, desde o dia 9 de março, não há mais publicações nos canais oficiais do Nacional-SP.

Ou seja, o clube sequer reagiu (de maneira institucional) ao recente rebaixamento. Veja a última postagem no Instagram do Nacional na sequência.

TUDO O QUE ACONTECE NO INTERNACIONAL