Torcedores – Notícias Esportivas

Fórmula 1: Insatisfeito com punição, Alonso cita amadorismo na FIA

Alonso foi o 9° colocado no GP de Miami. O espanhol, contudo, foi punido e perdeu dois pontos na tabela de classificação da Fórmula 1

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 29 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.

Crédito: Divulgação/F1

Fernando Alonso foi o nono piloto mais rápido do Grande Prêmio de Miami, o que lhe renderia mais dois pontos na tabela de classificação da Fórmula 1. O espanhol, no entanto, foi punido em cinco segundos e perdeu a pontuação.

O motivo é que o ele ter dirigido fora da pista em uma das curvas. A manobra foi interpretada, pelos comissários, como vantagem irregular.

Ao defender Alonso, a escuderia Alpine destacou que o piloto desacelerou o veículo durante o restante da corrida para, justamente, compensar o erro. Porém não teve jeito.

Falando pela primeira fez do assunto, o bicampeão da Fórmula 1 detonou o nível de técnico dos responsáveis pela avaliação do caso.

“Eles não eram muito profissionais em Miami, eu acho. Perdi uma curva e depois devolvi o tempo na volta, mas obviamente você perde uma curva”, reconheceu

“Então há o tempo do setor logo após essa curva. Eles viram a cor rosa (na tela de cronometragem), e decidiram sem pedir qualquer prova”, prosseguiu Alonso.

“Chegamos após a corrida com todas as provas e o tempo de volta que demos. E eles estavam fazendo as malas”, relatou.

“Chegamos lá, mostramos todos os dados, eles disseram para nos dar cinco minutos e depois se viram de mãos atadas. Provavelmente porque já tinham emitido a penalidade e não sabiam como voltar dessa decisão”.

Alonso não escondeu que ficou incomodado com a decisão. “Foi muito ruim, e honestamente, quero dizer… sim, já é passado, mas é algo que não deveria acontecer na Fórmula 1, com profissionalismo e padrões que a categoria tem agora”, observou.

A expectativa do piloto é que tal fato não se repita na próxima corrida. O Grande Prêmio da Espanha está marcado para ser realizado neste domingo (22) e começar às 10h, em Barcelona.

“Eu sei que há um novo Diretor de Corrida aqui. Acho que o (Eduardo) Freitas tem muito mais experiência com o WEC e outras categorias de alto nível, e acho que isso já vai melhorar as coisas”, concluiu.

Fernando Alonso é punido por dirigir fora da pista no GP de Miami

GP de Barcelona realiza duas sessões de treino livre

As duas primeiras sessões de treino livre, referente ao GP da Espanha, foram realizadas nesta sexta-feira (20). E o atual líder da Fórmula 1, Charles Leclerc, é o principal destaque.

O piloto da Ferrari terminou as duas sessões em primeiro lugar e, consequentemente, é dono do melhor tempo do fim de semana até agora: um minuto, 19 segundos e 670 centésimos (1:19,670).

O atual campeão, Max Verstappen, foi terceiro e quinto na primeira e segunda sessões de treinos, respectivamente. O melhor tempo do holandês é um minuto, 20 segundos e seis milésimos (1:20,006).

Fórmula 1 tem presença de novos pilotos

A primeira sessão de treinos livres do GP de Barcelona teve a presença de três novos pilotos. São eles, o experiente Robert Kubica, além dos novatos Nyck De Vries e Juri Vips.

Kubica substituiu Guanyu Zhou e garantiu o 13° melhor tempo. De Vries, por sua vez, herdou a vaga de Alexander Albon e foi o 18° colocado.

E Vips, por sua vez, não conseguiu substituir à altura o mexicano Sergio ‘Checo’ Pérez e foi o último colocado.