Torcedores – Notícias Esportivas

Bustos diz que Santos não merecia perder para o Goiás: “Eles criaram uma chance só”

Peixe perdeu a chance de ser líder do Brasileirão Série A ao ser derrotado pelo Esmeraldino por 1 a 0

Victor Martins
Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.Antes trabalhei para a GG12 (empresa de prestação de serviços de conteúdo para sites), prestando serviços para sites como Federação Paulista de Futebol, Chico Lang, 10dofutebol, Milton Neves, Rádio Capital e outros,

Crédito: Divulgação/Flickr Oficial Santos

O Santos não conseguiu voltar à liderança do Brasileirão Série A neste domingo (15) ao ser derrotado pelo Goiás pelo placar de 1 a 0. Emoções mistas foram notadas pelo técnico Fabián Bustos ao comentar sobre a partida e seu desenrolar na Serrinha

O técnico do Peixe até admitiu que, de certa forma, seu time não conseguiu desempenhar bem dentro de campo diante do Esmeraldino. Mas também não enxergou a equipe santista como ‘merecedora’ de uma derrota para o time da casa, por enxergar que esta fez o bastante para conseguir um placar que fosse mais benéfico para as intenções alvinegras na tabela.

“Não foi um bom jogo e não jogamos no nível em que estávamos jogando. Pode ter sido um pouco do cansaço, mas isso não é desculpa. Dominamos a bola, mas não fomos firmes hoje. Chegamos com muitos jogadores, criamos mais situações do que o rival, mas não fomos efetivos. Não quero tirar aqui os méritos do Goiás, mas a meu ver, a derrota foi injusta”, declarou Bustos.

“Não jogamos bem, tivemos muitos erros, mas não merecíamos sair derrotadas. A partida foi equilibrada, com o nosso domínio. Eles criaram uma chance só, num pênalti que cometemos. Tiveram jogadas parecidas com a gente mas não foram marcadas. Temos que dar méritos ao Goiás, que fez seu trabalho, não estávamos à altura do que a gente vem fazendo, mas foi injusta a derrota”, completou o treinador.

Para o argentino, o Santos não teve ‘paciência’ para tentar se impor e criar suas chances, assim como ocorreu durante parte da partida contra o Coritiba, na Copa do Brasil. Bustos prega que o time precisa ser mais calmo com a bola e saber enfrentar times que tem postura mais defensivas dentro de campo.

“No primeiro tempo contra o Coritiba, pela Copa do Brasil, nós dominamos mas não tivemos paciência. Hoje, faltou o mesmo. Pode ser um pouco do cansaço, mas não é desculpa. Temos que ter os pés no chão, ter tranquilidade, insistir, saber que, para abrir um jogo contra uma equipe que coloca muitos jogadores atrás da linha na bola, precisamos de paciência. Temos que nos desmarcar, ter triangulações, sermos mais agressivos e ter mais efetividade”, comentou.