Torcedores – Notícias Esportivas

Mercado da bola: Corinthians tenta contratação de mais um jogador português

O Corinthians mira mais uma contratação para a temporada e mais uma vez um jogador português surge na pauta do Timão

Roni Molinari
Apaixonado por futebol, pai do Oliver e atleta amador nas horas vagas, não necessariamente nesta ordem.

Crédito: José Manoel Idalgo / Agência Corinthians

O Corinthians mira mais uma contratação para a temporada e outro português pode estar chegando para defender as cores do Timão do técnico Vitor Pereira. Além de Rafael Ramos, o Corinthians agora estaria querendo trazer o lateral Rafa Silva, do Vitória de Guimarães, de Portugal.

De acordo com o jornal “A Bola” de Portugal, o Timão estaria interessado no jogador de 27 anos de idade para o restante da temporada. Sem contrato, o jogador chegaria sem custos ao Corinthians, no entanto, só poderia ser inscrito na janela do meio do ano.

Rafa Silva foi formado nas categorias de base do Porto e está no Vitória de Guimarães desde 2018. Neste meio tempo acabou sendo emprestado ao Eibar, da Espanha, entre 2020 e 2021. Além do Corinthians, o jogador é alvo de interesse também de clubes europeus.

Outro português no elenco, Rafael Ramos responde por racismo

Se está chegando mais um português no Corinthians, o que já se encontra no clube vem encontrando problemas, principalmente depois do último jogo contra o Internacional onde teria chamado o volante Edenilson de macaco.

Envolvido em uma situação grave, Rafael Ramos acabou sendo preso em flagrante por injúria racial após denúncia de Edenilson em Internacional x Corinthians. Dessa forma, o português foi liberado após o pagamento de fiança de R$ 10 mil e alega que não chamou o meia de “macaco”. Em entrevista à Rádio Gaúcha, o advogado do atleta alvinegro deu detalhes sobre seu depoimento.

Revelando que Rafael Ramos está muito abalado com a acusação, Fabiano Cerveira explicou que o lateral-direito não cogitou a possibilidade de Edenilson ter mentido. Sendo assim, a versão foi baseada no fato que o camisa 8 do Colorado ouviu errado suas palavras.

“Ele está muito abalado, jamais passou por uma situação como essa. Ele relatou que não chamou o Edenilson de mentiroso, mas que o Edenilson ouviu errado, foi mal interpretado, inclusive por essa questão da língua, do sotaque. Essas questões foram todas esclarecidas à autoridade policial. A autoridade policial colocou as questões e o Rafael, de forma espontânea, disse que “sim”, que ele queria relatar todo o ocorrido. O depoimento dele foi muito claro. Foi na linha do que o delegado relatou do termo que ele comentou. A fiança não é assumir culpa, é uma questão procedimental”, disse o advogado.

“O Rafael deu todos os esclarecimentos de que não praticou esse ato. A súmula será um dos elementos que vamos usar para mostrar que o Rafael não cometeu o ato de injúria. Isso eu gostaria de deixar muito claro nesta conversa”, completou.