Torcedores – Notícias Esportivas

Diretor do Atlético não descarta novas vendas e indica alvo do exterior

Diretor do Atlético fala sobre planejamento e necessidade de vendas

Eder Bahúte
Jornalista e assessor de imprensa.

Crédito: Divulgacao/Atlético

Com dificuldades financeiras, o Atlético sempre deixou muito claro que era preciso fazer receitas com a venda de jogadores. Por outro lado, o clube tinha como objetivo manter sua ‘espinha dorsal’, ou seja, não perder nomes que causariam grande impacto técnico. O último negociado foi Savarino, atacante que retornou ao futebol norte-americano.

Nesta quinta, Rodrigo Caetano conversou com os jornalistas e reafirmou a necessidade das mudanças que foram realizadas. Segundo ele, muitas vezes também há o desejo do próprio jogador, o que torna ainda mais difícil a permanência de x ou y. Apesar de estar perto da meta orçamentária, outras vendas podem ocorrer.

“Tudo que a gente faz aqui em termos de chegadas e saídas é em conjunto, seguindo um planejamento. Eram mudanças que foram necessárias. Muitas vezes o jogador também precisa ter o desejo de ficar. Então, é uma série de circunstâncias até tomar uma decisão. Eu afirmo que o que fizemos com vendas fica muito próximo da meta, mas a gente não controla o mercado. Amanhã ou depois pode chegar uma oferta e o jogador ter o desejo de sair.  Nosso papel é manter o elenco altamente competitivo”, explica Caetano.

“Muito difícil uma equipe campeã como foi a nossa e você manter o número de atletas que a gente manteve, o percentual de atletas que mais jogaram ano passado. Não dá para ter tudo, a gente tentou fazer o máximo. Então, é natural que aqueles que saíram sejam lembrados e os que chegaram terão tempo para mostrar sua qualidade”, completa.

Zagueiro do Atlético é alvo no mercado

Assim como Flamengo e Palmeiras, o Atlético possui um elenco recheado de atletas que despertam a atenção do mercado externo. Na defesa, além das indefinições envolvendo jogadores com o contrato no fim, há também uma possibilidade de venda com Nathan Silva, que não é de hoje que atrai olhares do exterior.

Atento a isso, o Atlético abriu conversas com Jemerson, que está livre no mercado após deixar o Metz, da França. O Botafogo é outro interessado. A informação foi publicada pela Rádio Itatiaia.

“O Nathan quem vem jogando está sendo visto pelo mundo inteiro. Amanhã ou depois…Então nós temos essa consciência que é preciso estar atento a este setor, mas não é para esse ano que estamos pensando. Se houver algo já é pensando nos próximos anos, esse é o nosso trabalho que é tentar antecipar”, afirma o dirigente.

Igor Rabello fica ou sai?

Com o contrato encerrando em dezembro, Rabello está com o futuro ainda indefinido. O São Paulo possui interesse na contratação do jogador e deve tentar uma nova investida na metade do ano. Publicamente, o defensor declarou a vontade de continuar no Galo.

“Não tenho como passar ainda uma real definição sobre o Igor, nós temos interesse que fique e ele também. Estamos conversando com seus agentes, o que é certo é que até julho precisamos ter a definição justamente para projetar o segundo semestre e os próximos anos”, concluiu Caetano.

Agenda

O próximo compromisso do Atlético é contra o Atlético-GO, às 19h do sábado (14), pela 6ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. A partida será realizada no Estádio Independência, em Belo Horizonte. Neste momento, o time é o sexto colocado com nove pontos, mas um jogo a mais que os demais concorrentes,