Torcedores – Notícias Esportivas

Fórmula 1: Verstappen surpreende ao falar sobre permanência na Red Bull Racing

O atual campeão da Fórmula 1, Max Verstappen, tem contrato com a escuderia de automobilismo até o fim de 2028

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 29 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.

Crédito: Divulgação/RBR

O atual campeão da Fórmula 1, Max Verstappen, renovou contrato com a escuderia Red Bull Racing para até o fim de 2028 e se tornou, ao lado de Lewis Hamilton, o piloto de maior salário da principal categoria de automobilismo do mundo.

No entanto, o holandês admitiu que está aberto a novos desafios após o encerramento do vínculo profissional.

“Ao final do contrato terei apenas 31 anos. Então ainda tenho a possibilidade de continuar ou não. Ainda não serei velho no final do período do contrato”, disse, em entrevista ao Motorsport Magazin.

A declaração vai de encontro ao que o próprio esportista já falou anteriormente. Em entrevistas anteriores, Verstappen disse que poderia ficar até mais 15 anos na RBR

Externamente, o chefe da equipe de automobilismo, Christian Horner, destacou que o relacionamento com o piloto é bom e que a parceria vai durar muito tempo.

Próxima parada: Barcelona

A próxima corrida da temporada 2022 da Fórmula 1 é o Grande Prêmio de Barcelona. O evento esportivo está marcado para começar às 10h do próximo domingo (dia 22 de maio).

“Estou ansioso por voltar a correr em Barcelona. Espero que a gente consiga manter o ritmo das últimas corridas com um bom começo na sexta-feira”, declarou Verstappen.

Verstappen pode ultrapassar Leclerc e assumir liderança da Fórmula 1

Max Verstappen venceu as últimas duas corridas (Emília-Romagna e Miami) e se aproximou de Charles Leclerc na disputa pelo título da Fórmula 1.

A diferença entre eles é de 19 pontos, sendo 104 para o piloto da Ferrari e 85 para o esportista da Red Bull.

Isso significa, portanto, que o atual campeão pode assumir a liderança a partir do próximo Grande Prêmio. Para tanto, é necessário que Verstappen vença a corrida, e Leclerc não pontue.

Ferrari admite evolução da RBR e mostra confiança em título

A montadora italiana surpreendeu ao protagonizar uma dobradinha no Grande Prêmio do Bahrein e manter, até hoje, a liderança dos campeonatos de pilotos e construtores da Fórmula 1.

No entanto, a Ferrari viu a RBR se aproximar nas duas competições e admitiu que está ligeiramente atrás na disputa pelo título.

“Em termos de avaliação de performance e quanto que a Red Bull se desenvolveu em comparação a nós, seria isso uma preocupação? Diria que não”, declarou o chefe da equipe, Mattia Binotto.

O dirigente também destacou que todo crescimento tem limite. “Mais do que uma preocupação, vejo isso como uma esperança porque, em algum momento, eles terão que parar”, concluiu.

O atual líder da Fórmula 1, Charles Leclerc, também comparou as equipes. Ele avaliou que a Ferrari é mais rápida nos treinos, mas precisa melhorar no que realmente interessa: as corridas.

“Parece que, em termos de ritmo, eles estão mais fortes e gerenciando melhor os pneus”, reconheceu.

“Nas classificações, parece que sempre conseguimos colocar os pneus na janela ideal, o que nos ajuda. Mas nos stints longos, sofremos um pouco mais do que eles”, finalizou Leclerc.

Veja, a seguir, a classificação da Fórmula 1

  • 1- Charles Leclerc (Ferrari) – 104 pontos
  • 2- Max Verstappen (Red Bull Racing) – 85 pontos
  • 3- Sergio Pérez (Red Bull Racing) – 66 pontos
  • 4- George Russell (Mercedes) – 59 pontos
  • 5- Carlos Sainz (Ferrari) – 53 pontos
  • 6- Lewis Hamilton (Mercedes) – 36 pontos
  • 7- Lando Norris (McLaren) – 35 pontos
  • 8- Valtteri Bottas (Alfa Romeo) – 30 pontos
  • 9- Esteban Ocon (Alpine) – 24 pontos
  • 10- Kevin Magnussen (Haas) – 15 pontos