Torcedores – Notícias Esportivas

WSL: Jack Robinson é campeão em Margaret River

Local fez história ao vencer nas ondas onde cresceu

Thais May Carvalho
Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero (2018). Trabalha nas áreas de comunicação científica e jornalismo esportivo.

Crédito: Foto: Matt Dunbar/World Surf League

Depois de dois dias de muitas ondas grandes e cinco rounds disputados entre os homens, Jack Robinson sagrou-se campeão da etapa de Margaret River, na Austrália. Na madrugada de quarta-feira (04), o australiano derrotou o havaíano John John Florence para vencer seu segundo título na elite do surfe.

Logo no início da final, Robinson pegou uma boa onda e conseguiu manobras fortes, obtendo uma nota 7.00. Mas Florence pegou as três ondas seguintes e assim assumiu a ponta da bateria com 25 minutos restantes. As duas primeiras ficaram na casa dos 5 pontos, mas a melhor delas foi a terceira, um 8.50 que contou com um incrível layback e outras duas rasgadas fortes.

Depois disso, os dois surfistas acabaram pegando ondas que não renderam muitas oportunidades. Com menos de 15 minutos para o fim, Florence conseguiu uma variada série de manobras em uma onda menor, tirando uma nota 7.10. Na onda de trás, Robinson fez um aéreo super alto, levando a praia à loucura e garantindo um 8.07.

Pouco depois, o australiano realizou duas manobras verticais e com muita força, e com isso tirou sua melhor nota: um 8.17. Com menos de 10 minutos faltando para o final, Robinson assumiu a liderança da bateria e deixou o havaiana precisando de um 7.74. Florence pegou duas ondas nos últimos instantes, mas elas eram pequenas e não deram oportunidade para que ele aplicasse suas manobras potentes ou fizesse grandes aéreos. Assim, ele não conseguiu trocar suas notas e o título ficou com Jack Robinson.

Esta foi a segunda vitória do australiano no circuito mundial. Em 2021, ele havia vencido a etapa do México. Mas essa vem com um gosto mais especial, já ele ganhou na frente da sua família e dos seus amigos, afinal Robinson cresceu nas margens do rio que dá nome ao pico. Ele também foi o primeiro local a vencer esta etapa desde 1999.

Em seu caminho até o troféu, ele derrotou os dois surfistas que estavam tirando as melhores notas e fazendo as melhores somatórias do evento: Ethan Ewing e John John Florence. Além disso, Robinson foi o primeiro surfista a derrotar o havaiano em Margaret River desde que Caio Ibelli o havia eliminado em 2016.

Caminho até o título

Round 1: Jack Robinson 11.47 x Griffin Colapinto 14.07 x Frederico Morais 11,43
Round dos 32: Jack Robinson 14.83 x Lucca Mesinas 5.70
Oitavas de final: Jack Robinson 16.06 x Barron Mamiya 15.93
Quartas de final: Jack Robinson 14.40 x Jordy Smith 11.00
Semifinal: Jack Robinson 16.27 x Ethan Ewing 14.53
Final: Jack Robinson 16.24 x John John Florence 15.60

Os 22 surfistas que conseguiram ficar no topo do ranking agora seguem para a Indonésia. A janela do evento nas poderosas esquerdas de G-Land abre no dia 28 de maio e vai até 6 de junho.