Home Futebol XV de Jaú, América, Rio Branco: 7 equipes tradicionais em São Paulo que permanecerão na última divisão estadual

XV de Jaú, América, Rio Branco: 7 equipes tradicionais em São Paulo que permanecerão na última divisão estadual

Clubes já estiveram na elite do Campeonato Paulista em anos anteriores, mas atualmente vivem situação delicada

Christopher Henrique
25 anos, jornalista, colaboro no Torcedores desde 2022, retornando à função de redator em 2024. Fã assíduo do automobilismo, de futebol e principalmente, do futebol alternativo, também sou narrador e criador do "O Tikitaka", com passagens pelo Dimensão Esportiva.

No último final de semana, foram definidos os quatro clubes classificados para as semifinais do Paulistão da Segunda Divisão, conhecida como “Bezinha”. Se por um lado, equipes como São-Carlense e Flamengo tem a chance de voltar à Série A3, outros clubes tradicionais, como XV de Jaú, Paulista e Rio Branco permanecem mais um ano na última divisão.

PUBLICIDADE

Além disso, as equipes que foram rebaixadas para disputar a Bezinha em 2023 também tem grande relevância no estado. O Nacional, que tem sede na capital paulista, teve um fraco desempenho na Série A3, sendo rebaixado junto com o Olímpia, que não disputa à primeira divisão desde 1993. Veja outros clubes que estarão na última divisão estadual e tem certa história em São Paulo.

Paulista de Jundiaí

Campeão da Copa do Brasil de 2005, o Paulista teve seus momentos de glória entre 2005 e 2009, quando estava na Série A1 do Paulistão, além da Série B do Brasileirão e disputando a Copa Libertadores de 2006. No entanto, problemas financeiros e a decadência no futebol fizeram a equipe de Jundiaí ser rebaixado em todas as competições, chegando ao fundo do poço.

PUBLICIDADE

Em 2022, o Paulista chegou à última rodada da segunda fase do Paulistão Segunda Divisão com chances de classificação. Fora de casa, a equipe foi derrotada pela Penapolense por 1 a 0, dando adeus ao torneio, e na busca pelo acesso.

Penapolense

A equipe de Penápolis, inclusive, também está fora da disputa pelas duas vagas na Série A3 do Paulistão em 2023. No último domingo (21/08), a Pantera foi derrotada por 1 a 0 para o Itapirense, pelas quartas de final da competição.

O grande momento na história da Penapolense foi em 2014, quando chegou nas semifinais do Campeonato Paulista, após eliminar o São Paulo. Mesmo caindo para o Santos, o clube conseguiu a campanha suficiente para disputar pela segunda vez consecutiva o Brasileirão Série D, sendo eliminado na primeira fase.

XV de Jaú

Outra equipe eliminado nas quartas de final do estadual foi o XV de Jaú. A tradicional equipe do interior paulista caiu para o Flamengo Guarulhos, no Ninho do Corvo, com um gol nos acréscimos, e chega ao sétimo ano consecutivo sem conquistar o acesso.

PUBLICIDADE

O Galo de Jaú não participa do Paulistão da Série A1 desde 1996, e atualmente tem boas participações nos campeonatos das categorias de base.

Rio Branco

Clube centenário, o Rio Branco de Americana vive uma situação complicada, mas busca se reerguer. O alvinegro, que já ficou próximo do título estadual em 2003, teve um movimento para sua permanência eterna, após o rebaixamento para a Série A2 em 2011.

Devido à crise que a equipe viveu nos últimos anos, principalmente após o título da A3 em 2012, os rebaixamentos aconteceram, e na edição de 2022 da Bezinha, o Rio Branco conquistou apenas uma vitória em seis jogos, sendo eliminados na segunda fase da competição.

Inter de Bebedouro

Outra equipe centenária e tradicional no estado, a Inter de Bebedouro até conseguiu a classificação para as quartas de final da Bezinha na atual temporada. Porém, a derrota para o Sãocarlense por 2 a 1 em casa foi suficiente para eliminar o Lobo Vermelho da competição, devido os gols fora.

PUBLICIDADE

Mesmo com 116 anos de história, a Inter nunca disputou a primeira divisão do Campeonato Paulista. Seu melhor desempenho foi na Série A2 de 1951, quando terminou em 4º lugar.

Taquaritinga

O Clube Atlético Taquaritinga ficou conhecido no cenário estadual na edição do Paulistão de 1983. Isto porquê o Leão teve ótimo desempenho contra os clubes da capital, vencendo o Corinthians e empatando com São Paulo e Palmeiras, a equipe ficou próxima da classificação para a segunda fase.

Depois de quase quatro décadas, o Taquaritinga não vem fazendo boas campanhas na Bezinha. Em 2022, o clube terminou na última posiçãoo de seu grupo, com apenas uma vitória (2 a 0 contra a Inter de Bebedouro em casa), e buscará no próximo ano o tão sonhado acesso, que não acontece desde 2011.

América

Por fim, o América de São José do Rio Preto é uma das equipes mais tradicionais do interior paulista, disputando até a Série A do Brasileirão. Devido aos problemas financeiros que atingiram o clube, o Mecão vive uma situação de reestruturação, não conseguindo um acesso desde 2015, e sem disputar a elite do Paulistão desde 2007.

PUBLICIDADE

Na última edição do Paulistão da Segunda divisão, o América foi eliminado na primeira fase, com uma fraca campanha no Grupo A, terminando em 4º com 8 pontos, doze atrás do Catanduva, terceiro colocado. Em 2012, o ex-BBB Hadybala esteve atuando como jogador do clube, entrando em campo em cinco partidas.