Home Automobilismo Felipe Drugovich conta segredo para ser campeão da Fórmula 2

Felipe Drugovich conta segredo para ser campeão da Fórmula 2

O brasileiro Felipe Drugovich se tornou campeão da Fórmula 2 com uma prova antes do encerramento: o Grande Prêmio de Abu Dhabi

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 29 anos. Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.

Felipe Drugovich é o destaque mais recente do automobilismo nacional. O piloto nascido em Maringá aumentou a projeção depois de cada vitória, até ser campeão da Fórmula 2, na atual temporada

PUBLICIDADE

Em entrevista ao podcast Ticaracaticast, o competidor avaliou o que fez a diferença para a conquista do título.

 “O ambiente, dentro da equipe, estava muito bom. Nunca tive um ambiente tão igual eu tive esse ano. Então, isso já ajuda muito”, iniciou Felipe Drugovich.

PUBLICIDADE

“Você fica mais relaxado durante o final de semana. No final das contas, quem você tem contato durante o fim de semana é o pessoal da equipe: engenheiros e mecânicos”, acrescentou.

Dificuldades para ser campeão

Felipe Drugovich se tornou campeão de forma antecipada. Isso porque a atual temporada da Fórmula 2 ainda tem uma corrida para ser realizada: o Grande Prêmio de Abu Dhabi.

O título, entretanto, não foi conquistado de uma hora pra outra. Foram necessárias paciência e resiliência. Isso porque ele estava na categoria há vários anos.

“Essa equipe que eu ganhei esse ano, a MP Motorsport, eu corri com eles em 2020 também. E eu acho que (o título) foi um processo desde 2020 até agora”, avalisou.

PUBLICIDADE

“O pessoal que está ali dentro é muito bom, só que em 2020 eles eram todos novos”, relatou Felipe Drugovich.

“A maioria nunca tinha feito Fórmula 2. Eles tinham meio que revolucionado a equipe. Todo mundo era cru”, declarou.

Felipe Drugovich explica estratégias na Fórmula 2

O esportista também explicou como a principal competição de base para a Fórmula 1 é disputada.

“A Fórmula 2 é o mesmo carro e o mesmo motor pra todo mundo. O que muda é o acerto de cada carro e o que cada equipe faz com o carro e as estratégias. Mas tem muita coisa que dá pra fazer”, destacou.

PUBLICIDADE

Felipe Drugovich ainda disse o que faz a diferença no torneio. “Principalmente a experiência que se tem no campeonato”, finalizou.