Home Futebol Santos vai receber fortuna de “Caso Cueva” e dinheiro já tem destino; veja valores

Santos vai receber fortuna de “Caso Cueva” e dinheiro já tem destino; veja valores

O Peixe venceu o jogador e o Pachuca na justiça e receberá uma “bolada” que chega em boa hora 

Jotta Jackson
Nascido no estado do Tocantins, jornalista, escritor e produtor de conteúdo especializado em esportes, política e entretenimento. Meu objetivo é escrever sobre futebol em geral, de uma maneira que seja, envolvente, informativa e acessível a todos. Pois creio que o esporte pode ser usado como ferramenta para educar, inspirar e unir as pessoas. Além de escrever, gosto de praticar esportes, cantar e viajar. Sobre futebol, minha especialidade são as seguintes ligas: Brasileirão Séries A, B, C e D Estaduais Ligas Europeias Meus hobbies são: praticar esportes, cantar, viajar e leituras esportivas. Obrigado por visitar o meu perfil e espero que goste do meu conteúdo.

O desfecho do “Caso Cueva” finalmente chegou ao seu final e não poderia ser melhor para o Santos. Afinal, o Peixe saiu vencedor na disputa judicial contra o jogador peruano e o Pachuca do México. Dessa forma, o Alvinegro Praiano vai receber cerca de R$ 23,9 milhões.

PUBLICIDADE

De acordo com apuração do Diário Lance, o Santos decidiu pagar uma dívida do Clube com esse dinheiro. O débito é referente a compra do próprio Cueva junto ao Krasnodar que detinha os direitos do jogador em 2019. Vale lembrar, que o Peixe fechou a contratação por  7 milhões de dólares (R$ 35 milhões, na cotação da época). 

Ademais, do valor total, o Peixe ainda deve a metade. Ou seja, 3,5 milhões de dólares (R$ 17,7 milhões). Por conseguinte, com o dinheiro da indemnização do ‘caso Cueva’ para pagamento dessa dívida com o Krasnodar, vão sobrar cerca de R$ 6,2 milhões para os cofres do Peixe. 

PUBLICIDADE

Saiba os detalhes da decisão que foi favorável ao Santos 

O Pachuca e o jogador Cueva estavam na última instância esportiva, mas não teve jeito, perderam a batalha judicial para o Santos. A saber, a Corte Arbitral do Esporte (CAS) resolveu manter a decisão da Fifa. Ou seja, de que Cueva não tinha uma causa justa para deixar o Peixe e se transferir para o México, no início de 2020. Dessa forma, Pachuca e Cueva são obrigados a indenizar o Santos com o valor estipulado de R$ 23,9 milhões.

Em resumo, o CAS concluiu que o time mexicano se beneficiou da rescisão contratual de Cueva com o Santos. Dessa forma, o rompimento do contrato foi considerado ilegal, pois o jogador não cumpriu diversos procedimentos impostos pela Fifa — previstos no artigo 14bis da instituição — para casos desse tipo. Por fim, foram acatados todos os argumentos apresentados pelo Peixe.