Home Mercado da Bola Com Paquetá, Manchester City define prioridades no mercado da bola

Com Paquetá, Manchester City define prioridades no mercado da bola

Os citizens negociam com o West Ham para confirmar a contratação do meio-campista brasileiro, que deve substituir Kevin De Bruyne

William Nunes
Formado em produção audiovisual pela PUCRS, cineasta, redator e escritor, roteirista e Youtuber.

A possibilidade de Paquetá atuar pelos citizens de Pep Guardiola cada vez se aproxima de se transformar em uma realidade. O meio-campista brasileiro está na mira do time e se tornou um alvo ainda mais prioritário após a lesão de Kevin De Bruyne, que perderá os primeiros meses da temporada, conforme foi confirmado pelo treinador espanhol.

PUBLICIDADE

Conforme as informações do jornalista Fabrizio Romano, que acompanha as movimentações do futebol internacional, o Manchester City deve fazer uma nova oferta pelo brasileiro em breve, após a primeira tentativa de contratá-lo ter sido rejeitada pelo West Ham. A oferta inicial dos citizens foi de 70 milhões de libras. Os hammers consideram que podem receber mais pelo jogador.

Com o acordo já tendo sido alcançado entre Lucas Paquetá e o Manchester City, uma nova proposta está sendo elaborada pelo clube inglês e deve ser enviada para o West Ham a qualquer momento. Vale lembrar que o brasileiro já deixou claro que deseja a mudança para o Ettihad Stadium.

PUBLICIDADE

Manchester City também está “de olho” em substituto de Mahrez

Além de Lucas Paquetá, o Manchester City também tem prioridade a contratação do jovem Jeremy Doku, atacante do Rennes, da França. Os clubes já estão conversando e já há um acordo entre os citizens e o jogador desde início de agosto.

O objetivo do Manchester City é a confirmação da contratação do atacante, que deve chegar como um substituto para Riyad Mahrez, que deixou os citizens rumo ao futebol da Arábia Saudita. O outro alvo do time era Michael Olise, do Crystal Palace, porém, o atleta deve assinar com o Chelsea, que vem negociando sua contratação nos últimos dias após a lesão do francês Christopher Nkunku.