Home Extracampo Acidente que vitimou time da Chapecoense completa sete anos

Acidente que vitimou time da Chapecoense completa sete anos

Equipe catarinense vivia excelente fase antes do acidente que vitimou jogadores, jornalistas, funcionários do clube e tripulação

Nayla Lima
Apaixonada pelo mundo da comunicação e dos esportes, sou colaboradora do Torcedores por ser o melhor lugar para unir ambas paixões. Universitária, redatora há mais de 5 anos, mãe do Pietro e torcedora nas horas vagas. @nayla_mayara
Chapecoense relembra os sete aos da tragédia que vitimou 71 pessoas

Chapecoense

PUBLICIDADE

Em 29 de novembro de 2016, o avião que transportava a delegação da Chapecoense para a Colômbia sofreu um grave acidente perto de Medellín, onde o clube catarinense disputaria o primeiro jogo da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional.

O acidente do voo LaMia2933, que saiu de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia e levava o time da Chapecoense para a disputa da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, é um dos momentos mais tristes do futebol brasileiro.

Com 71 vítimas, apenas seis pessoas sobreviveram: os jogadores Alan Ruschel, Neto e Jackson Follmann; os tripulantes Erwin Tumiri e Ximena Suárez e o jornalista Rafael Henzel.

PUBLICIDADE

Causas do acidente da Chapecoense

Segundo informações das autoridades, a aeronave, um modelo Avro RJ85, operado pela companhia aérea boliviana La Mia, decolou sem a quantidade mínima de combustível exigida pelas normas de aviação.

Além disso, foram detectadas falhas no plano de voo dos pilotos, além da inexistência de seguro para voar em território colombiano.

As investigações apontam que a falha no cálculo da quantidade de combustível aliada à irresponsabilidade da companhia, tenha levado ao acidente.

As buscas por sobreviventes e a luta pela vida das vítimas foram amplamente noticiadas pelo jornalismo durante o período.

PUBLICIDADE

Um dos sobreviventes da tragédia, o ex-jogador Alan Ruschel, conseguiu voltar a jogar após alguns meses e se tornou um dos grandes protagonistas da campanha do Juventude na Série B do Brasileirão.

Contratado no início da temporada, o lateral-esquerdo se tornou titular e capitão sob o comando de Thiago Carpini.

O acidente também interferiu nas finanças do clube, que conseguiu se manter na Série A até 2018, mas não aguentou o baque e caiu para Série B em 2019