Home Basquete NBA: Chris Paul afirma que expulsão em Suns x Warriors foi “pessoal”

NBA: Chris Paul afirma que expulsão em Suns x Warriors foi “pessoal”

Armador do Golden State tem longo histórico de “atrito” com árbitro da partida contra o Phoenix

Guilherme Papa
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Editor do Torcedores.com desde maio/2022. Contato: [email protected]
NBA

Christian Petersen/Getty Images

PUBLICIDADE

Hoje no Golden State Warriors, Chris Paul reencontrou a torcida do Phoenix Suns pela primeira vez desde sua transferência a São Francisco. Melhor para os donos da casa, que venceram por 123×115 nesta madrugada de NBA.

O veterano foi um dos destaques da partida, mas não por conta de sua atuação em quadra. Perto do fim do segundo quarto, o árbitro Scott Foster assinalou uma falta do jogador em Kevin Durant. O armador não ficou nem um pouco contente e reclamou de forma exaltada, recebendo uma falta técnica. A atitude seguiu e o atleta levou mais uma, sendo expulso. Até seu técnico, Steve Kerr, foi advertido com uma técnica por conta da ejeção de CP3.

Em entrevista coletiva após a partida, Chris Paul foi perguntado sobre o assunto e foi “sincerão”. “É pessoal. Tivemos um ‘atrito’ há alguns anos e é pessoal. A NBA sabe, todos sabem. Tivemos uma reunião e tudo. É uma situação com meu filho. Por mim está tudo bem o juiz dizer o que ele quiser, mas não é justo usar uma (falta) técnica para provar seu ponto. Tenho que trabalhar mais para ter certeza de que estarei em quadra com meus companheiros, mas essa é a situação”, explicou.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Sem dar grandes detalhes, o jogador comentou que o episódio que deu início a este “atrito” foi enquanto defendia o Los Angeles Clippers, entre 2011 e 2017. O encontro citado para “aparar as arestas” teria sido realizado em 2018.

Fato é que a presença de Foster em partidas de Chris Paul nos playoffs se mostra algo negativo para o atleta. Nas 19 partidas apitadas pelo árbitro, o armador só venceu duas. No relatório de arbitragem divulgado pela NBA, o juiz explicou que a primeira falta técnica foi aplicada por “conduta antidesportiva”, enquanto a segunda foi dada pois o comportamento não parou.

Com sete derrotas nos últimos oito jogos, os Warriors se encontram no 11º lugar da Conferência Oeste, com 7-9. A equipe volta às quadras na madrugada deste sábado (25), à meia-noite, quando recebe o San Antonio Spurs.