Home Futebol Voltam ainda em 2023? Guardiola atualiza as situações de Haaland e De Bruyne no Manchester City

Voltam ainda em 2023? Guardiola atualiza as situações de Haaland e De Bruyne no Manchester City

Treinador dos citizens falou sobre o retorno dos dois craques, que deve acontecer no início do próximo ano; saiba mais

William Nunes
Formado em produção audiovisual pela PUCRS, cineasta, redator e escritor, roteirista e Youtuber.
Haaland em ação pelo Manchester City

Haaland em ação pelo Manchester City (IMAGO/Sebastian Frej)

Após vencer o Everton nesta quarta-feira pela Premier League, o Manchester City voltou à briga pelas primeiras colocações da competição. Os citizens atravessam uma má fase e, apesar de terem goleado o Fluminense no Mundial de Clubes, vem tendo grandes dificuldades para somar pontos na Inglaterra, permitindo ao Arsenal e Liverpool disparem na liderança.

PUBLICIDADE

A boa notícia, além da vitória sobre o Everton, é que o Manchester City está prestes a receber reforços importantes no início do próximo ano. Dois dos principais nomes dos citizens, Haaland e De Bruyne, estão lesionados e não vem atuando pela equipe.

Nesta semana, o treinador Pep Guardiola falou sobre a situação de ambos, atualizando a previsão do retorno aos gramados:

PUBLICIDADE

“Haaland se sente melhor, mas não fez nenhum treino conosco. Esperamos que em janeiro ele possa voltar conosco. O De Bruyne semana passada treinou conosco, hoje teve um pouco de cansaço porque está a treinar forte”, falou o técnico, deixando bem claro que ambos estão na fase final da recuperação antes da volta aos gramados.

Manchester City busca retomada na temporada

Após um ano de dezembro muito ruim, o Manchester City espera, com a ajuda de Haaland e De Bruyne, retomar o caminho das vitórias no início do próximo ano. Enquanto os citizens tentavam resolver seus problemas de desempenho, Arsenal e Liverpool dispararam e o Aston Villa assumiu a terceira colocação, assim, há muito para ser feito por Guardiola.

Favorável ao Manchester City está o fato da situação não ser pior do que a temporada passada, quando os citizens também tiveram vários tropeços no início da campanha e chegaram nesta época do ano com uma grande desvantagem com relação ao Arsenal, porém, acabaram conquistando o título.