Home Futebol Craque Neto é detonado por Alicia Klein após atitude em programa

Craque Neto é detonado por Alicia Klein após atitude em programa

Ex-jogador não foi citado nominalmente pela jornalista em texto na coluna, mas recebeu diversas críticas indiretas

Cido Vieira
Jornalista graduado no Centro Universitário Uninter. Trabalho no Torcedores.com desde 2017, desempenhando a função de redator. Sou setorista do futebol pernambucano em rádios locais e um verdadeiro apaixonado pelo esporte bretão.
Neto é detonado por atitude

Ex-jogador Neto em ação durante programa (Reprodução - Band - Os Donos da Bola)

O apresentador Neto foi amplamente criticado e acusado por Alicia Klein de praticar homofobia no programa “Os Donos da Bola” desta quinta-feira (1). Incomodada com as brincadeiras do ídolo do Corinthians envolvendo um fato extracampo do jogador Garcia, do Palmeiras, a jornalista publicou um texto em sua coluna no UOL Esporte, tecendo duros comentários sobre a situação, mas nenhum momento mencionou o nome do ex-meia.

PUBLICIDADE

Apesar de não ter citado Neto, Alicia elencou algumas das frases ditas pelo apresentador e citou a situação de constrangimento ao acompanhar a atração esportiva da Band. Na oportunidade, o apresentador relembrou o caso polêmico de relação extraconjugal do atleta do Palmeiras com uma acompanhante transexual, e colocou os convidados na “saia-justa”.

“Um importante programa esportivo, em uma importante emissora, comandado por uma importante figura da comunicação (e do futebol) deixou correr hoje um show de homofobia. Daquelas coisas que constrangeriam em um grupo de zap — e que eu pensava impensável na televisão. Porque sou ingênua”, iniciou Alicia Klein.

PUBLICIDADE

“Nada podia parar o comandante. Ele estava determinado a “tirar onda” com o Fulano. Como se sugerir a homossexualidade de uma pessoa fosse engraçado. Ou ofensivo. Como se importasse. Tudo isso aconteceu ao vivo. Ninguém interveio”, complementou Alicia Klein.

Criticado por Alicia, Neto perdeu processo recente para Sampaoli

No final do ano passado, o ex-jogador Neto perdeu uma ação para o técnico Jorge Sampaoli, após uma acusação de que o profissional argentino teria cometido racismo, quando trabalhou no Santos. O apresentador disse ter uma fonte confiável que atestaria o caso, contudo, em depoimento, esta testemunha rechaçou a versão do ídolo do Corinthians, que acabou perdendo o processo.

Semanas antes, Neto já havia perdido uma ação movida pelo técnico Tite, por conta de ofensas disparadas pelo apresentador diante da eliminação da seleção brasileira na Copa do Mundo. O ex-jogador e o técnico chegaram a um acordo, e o pagamento do processo foi revertido em doações para instituições de caridade.