Home Futebol Declan Rice deveria substituir Odegaard como capitão do Arsenal, afirma jornalista

Declan Rice deveria substituir Odegaard como capitão do Arsenal, afirma jornalista

Emmanuel Petit falou sobre a situação do meio-campista dos gunners, que vive excelente fase no Emirates Stadium

William Nunes
Formado em produção audiovisual pela PUCRS, cineasta, redator e escritor, roteirista e Youtuber.
Declan RIce comemora gol pelo Arsenal

Declan RIce comemora gol pelo Arsenal (Reprodução/X/Arsenal)

Mesmo com pouco tempo desde sua contratação pelo Arsenal, o meio-campista Declan Rice vem atraindo uma legião de fãs. O atleta se transformou em um ídolo da torcida e da imprensa pelo espírito de liderança e pela qualidade dentro de campo, marcando gols decisivos e sendo fundamental na organização do sistema defensivo.

PUBLICIDADE

Nesta semana, o comentarista e ex-jogador Emmanuel Petit, que atuou por Arsenal e Chelsea, fez comentários sobre Declan Rice, afirmando que ele deveria se tornar o capitão do time, função atualmente desempenhada por Martin Odegaard no time de Mikel Arteta:

“O que resta a dizer sobre Declan Rice? Ele deveria ser o capitão do Arsenal para mim. Ele tem um caráter brilhante e é um líder. Ele tem algo diferente do resto dos jogadores e é muito influente nos grandes jogos”, falou ele, após apontar o inglês como um dos destaques da vitória sobre o Liverpool no final de semana.

PUBLICIDADE

Ele ainda fez críticas ao atual capitão, Martin Odegaard, após o norueguês ter comemorada a vitória sobre o Liverpool no Emirates Stadium:

“Odegaard estava agindo como se eles tivessem vencido a liga. Você acabou de ganhar um jogo, são apenas três pontos. Se acalme. Eu entendo por que eles ficaram tão felizes depois de uma grande vitória e um ótimo desempenho, mas é preciso ter cuidado”, opinou.

Comentarista está otimista quanto ao Arsenal

Mesmo atualmente na terceira colocação da Premier League, Petit vem se mostrando esperançoso quanto ao futuro dos gunners. Na visão dele, caso Arteta permaneça no clube, ele pode se tornar o mais forte do país:

“O Arsenal pode absolutamente se tornar o time a ser batido no campeonato. Eles têm uma equipe jovem, um grande técnico, estão melhorando a cada ano e todos os alicerces estão no lugar”, concluiu.

PUBLICIDADE