Home Outros Esportes Ex-atleta da NFL, Richard Sherman é detido em Washington; veja detalhes

Ex-atleta da NFL, Richard Sherman é detido em Washington; veja detalhes

O ex-cornerback dos Seahawks e dos 49ers foi indiciado na manhã deste sábado (24)

Luís Martinelli
Colaborador de esportes americanos do Torcedores.com. Jornalista formado pela Unilago (União das Faculdades dos Grandes Lagos) de São José do Rio Preto - SP.
Após sua aposentadoria dos campos, Richard Sherman tornou-se comentarista esportivo.

Richard Sherman foi preso por dirigir sob influência neste sábado (24). (Cooper Neill/Getty Images)

O ex-jogador e atualmente comentarista televisivo de NFL, Richard Sherman, foi preso por dirigir sob influência, conforme informações da KCPQ. Sherman foi detido na manhã deste sábado (24), no estado de Washington, nos Estados Unidos.

PUBLICIDADE

Ele foi registrado na Cadeia do Condado de King por volta das 4 horas da manhã de sábado no horário local (9h no horário de Brasília). Não foram divulgados outros detalhes no momento até que o escritório do promotor apresente o caso, segundo informações da KCPQ.

O ex-cornerback defendeu o Seattle Seahawks, time sediado no Condado de King, por vários anos, entre as temporadas de 2011 e 2017 da NFL. Ele conquistou o Super Bowl com a equipe em 2014, com a famosa defesa conhecida como “Legion of Boom”. Posteriormente, ele jogou pelo San Francisco 49ers e pelo Tampa Bay Buccaneers antes de deixar a liga em 2021. Sherman encerrou a carreira na NFL com 495 tackles e 37 interceptações.

PUBLICIDADE

Ao longo da carreira, o ex-defensor foi eleito a cinco Pro Bowls e nomeado três vezes para o primeiro time All-Pro, além de liderar a NFL em interceptações (oito) durante a temporada de 2023.

Após a aposentadoria, Sherman iniciou uma carreira como comentarista na TV americana. Atualmente, ele participa no popular talk show Undisputed, da Fox Sports 1, ao lado de Skip Bayless. Sherman substituiu Shannon Sharpe no programa em 2023.

Sherman já teve problemas com a lei anteriormente. O ex-jogador de 35 anos se declarou culpado por condução negligente de primeiro grau e invasão criminal de segundo grau, além de excesso de velocidade de construção em março de 2022, de acordo com a Fox 13 News.

Ele foi selecionado na quinta rodada do Draft de 2011 pelos Seahawks.

PUBLICIDADE