Home Futebol Gabigol “ignora” Flamengo e relembra raízes como torcedor: “Todo mundo sabe”

Gabigol “ignora” Flamengo e relembra raízes como torcedor: “Todo mundo sabe”

Camisa 10 cita momentos como torcedor do Santos, clube que o revelou ao futebol

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Falo sobre futebol internacional, nacional e esportes americanos, principalmente NFL e NBA. Santista e apreciador do bom futebol. Twitter: @PaulFoles
Gabigol, camisa 10 Flamengo

Gabigol comemora gol em vitória do Flamengo. Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Revelado pelo Santos, Gabigol se tornou um dos maiores ídolos da história do Flamengo. Em entrevista ao “Globo Esporte”, o camisa 10 foi questionado sobre a “primeira lembrança” que tem da Copa Libertadores da América e citou o tempo como torcedor do Peixe.

PUBLICIDADE

“Todo mundo sabe que eu sou torcedor do Santos. Então, fui no estádio ver o Santos jogar pela Libertadores, principalmente naquela campanha como campeão (em 2011). Pude acompanhar todos os jogos”, declarou o atacante.

Depois de crescer vendo Neymar desfilar pelos gramados da América, Gabigol fez seu primeiro gol na competição em 2018, ainda com a camisa do Alvinegro Praiano. No entanto, foi no Flamengo que ele marcou seu nome para sempre na história da Libertadores. Com dois títulos sendo decisivo, o “Predestinado” é o maior artilheiro brasileiro do campeonato, tem quatro gols em três finais e soma 31 no geral.

Agora, o ídolo do Rubro-Negro quer continuar marcando época na Libertadores em 2024. Na entrevista, ele relembrou os dois gols na virada contra o River Plate na final de 2019, jogo que o consagrou de vez na história do clube carioca. Na ocasião, o Fla quebrou um jejum de 38 anos sem o título da competição.

Gabigol no Santos?

Reserva no Flamengo de Tite e com contrato até o fim de 2024, Gabigol ainda não definiu seu futuro para as próximas temporadas. Dianto disso, Marcelo Teixeira, o presidente do Santos, sonha com o retorno do atacante revelado pelo Peixe.

PUBLICIDADE

“Um é inquestionável, o Neymar. O segundo, eu queria fazer uma dupla com ele de novo, que é o Gabigol. O terceiro eu gostaria de promover um jovem talento que nós vamos descobrir da base”, comentou o mandatário.

Gabigol teve ótimos momentos com a camisa do Santos e venceu os títulos do Paulistão de 2015 e 2016. Ele não saiu brigado com a torcida, mas algumas provocações com a camisa do Flamengo acabaram irritando os torcedores do Alvinegro do litoral.