Home Outros Esportes NFL: Polícia descarta terrorismo em tiroteio durante comemoração do título do Super Bowl

NFL: Polícia descarta terrorismo em tiroteio durante comemoração do título do Super Bowl

Incidente na parada do Super Bowl dos Chiefs deixa uma pessoa morta e 23 feridas

Luís Martinelli
Colaborador de esportes americanos do Torcedores.com. Jornalista formado pela Unilago (União das Faculdades dos Grandes Lagos) de São José do Rio Preto - SP.
Tiroteio marcou o encerramento da comemoração do Super Bowl do Kansas City Chiefs

Imagem do momento em que câmeras flagraram tiroteio durante a parada do Super Bowl do Kansas City Chiefs (Reprodução/TMZ)

Em uma entrevista coletiva com repórteres nesta quinta-feira (15), a chefe de departamento de polícia de Kansas City, Stacey Graves, declarou que o tiroteio ocorrido na parada do Super Bowl do Kansas City Chiefs na última quarta-feira (14) não aparenta ter sido um ato terrorista. Conforme relatado pelo TMZ, as autoridades acreditam ter sido uma briga entre várias pessoas que acabou escalando.

PUBLICIDADE

Graves explicou que os detetives não encontraram evidências que indicassem que os tiros ocorridos na estação de trem Union Station foram parte um ataque planejado.

“Isto pareceu ter sido uma disputa entre várias pessoas que terminou em tiros”, disse Graves.

PUBLICIDADE

A chefe do departamento de polícia também revelou que 23 pessoas no total foram atingidas por balas durante o incidente. Uma mulher de 43 anos, chamada Elizabeth “Lisa” Lopez-Galvan, foi confirmada como morta. Stacey acrescentou na coletiva de imprensa que outras oito pessoas estão atualmente em estado crítico.

Ela também mencionou que das 22 vítimas que ainda estão se recuperando, pelo menos metade tem menos de 16 anos de idade. Além disso, a vítima mais nova, de acordo com a policial, tem oito anos.

Duas pessoas detidas em conexão com o tiroteio são menores de idade, mencionou Graves.

Os disparos foram feitos minutos depois que os jogadores concluíram os seus discursos em um comício, após passeios de ônibus pelas ruas de Kansas City.

PUBLICIDADE

Patrick Mahomes, Travis Kelce, o Kansas City Chiefs e a NFL emitiram notas após a tragédia, expressando seus pensamentos e orações pelas vítimas.