Home Futebol Times do Brasileirão Série A têm 8 técnicos estrangeiros; veja a lista

Times do Brasileirão Série A têm 8 técnicos estrangeiros; veja a lista

Quase metade dos treinadores dos clubes do Campeonato Brasileiro nasceu fora do Brasil; português Abel Ferreira é o mais longevo

Rafael Alaby
Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)
Abel Ferreira e Vojvoda são os técnicos gringos mais longevos do Brasileirão Série A

Abel Ferreira, do Palmeiras, e Vojovoda, do Fortaleza, são os gringos mais longevos do Brasileirão. (Cesar Greco/Palmeiras)

PUBLICIDADE

8 dos 20 técnicos dos clubes que disputarão o Brasileirão Série A em 2024 são estrangeiros. A lista pode crescer nos próximos dias, já que o Cuiabá negocia a contratação do técnico português Armando Evangelista.

Os argentinos dominam a relação, com quatro integrantes (Juan Pablo Vojvoda – Fortaleza, Ramón Díaz – Vasco, Eduardo Coudet – Internacional e Nicolás Larcamón – Cruzeiro).

Os portugueses têm três representantes: Abel Ferreira (Palmeiras), Pedro Caixinha (Red Bull Bragantino) e António Oliveira (Corinthians).

PUBLICIDADE

A Colômbia está representada por Juan Carlos Osorio, técnico do Athletico-PR, que no último Brasileirão Série A sob o comando do brasileiro Wesley Carvalho não conseguiu a classificação à Copa Libertadores.

Veja os técnicos gringos mais longevos do Brasileirão Série A

Palmeiras – Abel Ferreira (português)

Abel Ferreira completou em novembro do ano passado três anos de Palmeiras e no período conquistou nada menos do que nove títulos, o último deles o Brasileirão Série A 2023. O português é o segundo treinador mais vitorioso da história do Verdão, somente atrás de Oswaldo Brandão, que tem 10. Recentemente, Abel ampliou contrato com o Alviverde até dezembro de 2025.

Fortaleza – Juan Pablo Vojvoda (argentino)

PUBLICIDADE

Desconhecido do grande público, Vojvoda chegou ao Fortaleza em maio de 2021 e está perto de completar três anos no clube, onde já foi tricampeão cearense e campeão invicto da Copa do Nordeste 2022. No início de fevereiro, o argentino ampliou contrato com o Tricolor do Pici até dezembro de 2025.

Red Bull Bragantino – Pedro Caixinha (português)

Pedro Caixinha completou em janeiro um ano de trabalho no Red Bull Bragantino, onde tem contrato até dezembro de 2025. O português ainda persegue o primeiro título pelo Massa Bruta. Em 2023, o time paulista foi o sexto colocado no Brasileirão Série A e conseguiu a classificação à fase prévia da Copa Libertadores.

Vasco – Ramón Díaz (argentino)

PUBLICIDADE

O argentino chegou ao Vasco na segunda quinzena de julho de 2023 com a difícil missão em evitar o quarto rebaixamento do Cruz-Maltino no Brasileirão Série A e conseguiu cumpri-la na última rodada com vitória sobre o Red Bull Bragantino, em São Januário. Recentemente, Ramón Díaz renovou vínculo até o fim de 2025.

Internacional – Eduardo Coudet (argentino)

O argentino retornou ao Internacional em 19 de julho do ano passado como sucessor do brasileiro Mano Menezes e por pouco não levou o Colorado à decisão da Copa Libertadores. No Brasileirão Série A, a equipe decepcionou com a nona colocação.

Cruzeiro: Nicolás Larcamón (argentino)

PUBLICIDADE

O Cruzeiro iniciou a temporada 2024 com o jovem treinador argentino, que se destacou no León-MEX. Mesmo com pouco tempo de trabalho, Larcamón vem se destacando na Raposa, que ainda não perdeu e há uma semana venceu o clássico contra o Atlético-MG, na Arena MRV.

Athletico-PR –Juan Carlos Osorio (colombiano)

O colombiano foi anunciado como técnico do Athletico-PR na primeira semana de janeiro deste ano. Ele voltou ao futebol brasileiro após nove anos. Em 2015, teve curta passagem pelo SPFC.

Corinthians: António Oliveira (português)

PUBLICIDADE

Na última sexta-feira (09), o Corinthians oficializou a contratação do treinador português como substituto de Mano Menezes, demitido no início da semana. Oliveira se destacou com bom trabalho no Cuiabá, que em 2023 conseguiu a sua melhor campanha no Brasileirão Série A (12º lugar).