Home Esportes Olímpicos Brasil liga alerta sobre chance de vaga na ginástica masculina na Olimpíada de Paris

Brasil liga alerta sobre chance de vaga na ginástica masculina na Olimpíada de Paris

Situação de classificação do Brasil é delicada e atletas da seleção dependem de melhora no desempenho e combinação de resultados.

Rogério Guimarães
Geógrafo de formação, trabalho com edição e conteúdo textual desde 2008, quando ingressei no universo dos materiais da área educacional. No segmento editorial, já publiquei conteúdo que vão de manual de máquinas a livros de poesia. Sou aficionado por notícias e tudo que esteja ligado ao conhecimento.
Situação de classificação do Brasil é delicada e atletas da seleção dependem de melhora no desempenho e combinação de resultados.

Arthur Nory se prepara para rotina na barra horizontal durante a final por equipes masculinas no quinto dia do Campeonato Mundial de Ginástica de 2022 (Naomi Baker/Getty Images)

O Brasil pode não ter um terceiro ginasta na equipe masculina para os Jogos Olímpicos de Paris 2024 se os índices de classificação se mantiverem na mesma toada.

PUBLICIDADE

Arthur Nory, um dos nomes de maior destaque na ginástica olímpica, é o único que tem maiores chances de classificação. E isso tem a ver com os resultados das etapas de Baku, no Azerbaijão entre de 7 a 10 de março e Doha, do Catar, entre 17 a 20 de abril.

No sistema de classificação da ginástica por Copa do Mundo, os ginastas se classificam por aparelho tendo em vista os três melhores resultados. Na etapa de Cottbus, na Alemanha, Nory ficou em sexto, não atingindo a colocação necessária.

PUBLICIDADE

Assim ele dependeria de uma combinação de resultados e superar o desempenho do lituano Tvorgal e do colombiano Barajas.

Caio Souza, que tem 14 pontos na barra fixa, tem de melhorar seu desempenho para ter alguma chance e Yuri Magalhães até tem chances, pois seus concorrentes diretos são dois sul-coreanos, mas como apenas um poderá ficar com a vaga na ginástica, talvez a situação seja favorável.

As lesões dos atletas prejudicaram a classificação dos atletas: Caio Souza ficou fora do Mundial passado por causa de uma queda. Nory voltou a sentir lesão no joelho, o que dificultou seu desempenho na barra fixa.