Home Futebol Breiller Pires diz que Juninho Pernambucano foi mais jogador que David Beckham

Breiller Pires diz que Juninho Pernambucano foi mais jogador que David Beckham

Jornalista destaca pontos positivos do ex-Vasco da Gama: “Era mais técnico e mais completo”

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Falo sobre futebol internacional, nacional e esportes americanos, principalmente NFL e NBA. Santista e apreciador do bom futebol. Twitter: @PaulFoles
Ex-meias Juninho Pernambucano e David Beckham

Jornalista compara Juninho Pernambucano e David Beckham. Foto: Reprodução

Jornalista da ESPN, Breiller Pires opinou sobre dois meio-campistas que brilharam entre o final da década de 90 e começo dos anos 2000. Para ele, o brasileiro Juninho Pernambucano, que fez história em Vasco da Gama e Lyon, foi melhor que o inglês David Beckham, que jogou em Manchester United, Real Madrid, Milan e PSG.

PUBLICIDADE

“Opinião impopular: Juninho Pernambucano não só era melhor na bola parada, como foi mais jogador que David Beckham”, cravou o jornalista, que disse mais:

“Vivemos a era do negacionismo. Não seria diferente no futebol. Felizmente estou descobrindo que esta obviedade não é tão impopular como pensava. Beckham foi um enorme jogador. E a intenção não é desmerecê-lo, mas apenas ressaltar a grandeza do Juninho, que, na minha opinião, era mais técnico e mais completo”, explicou.

PUBLICIDADE

Com dois títulos do Brasileirão Série A, uma Copa Libertadores da América e várias outras taças, Juninho é um dos maiores ídolos do Vasco. Ele é também um dos grandes jogadores da história do Lyon, da França, onde conquistou sete vezes seguidas a Ligue 1.

Já Beckham marcou época no Manchester United, com seis conquistas da Premier League e uma da Champions League. O meia inglês teve bons momentos também no Real Madrid, onde jogou ao lado de Ronaldo Fenômeno, Zidane, Figo, Roberto Carlos e outros.

Breiller Pires argumenta a favor de Juninho

Um internauta trouxe um ponto para o debate: “Também acho (Juninho superior). No entanto, o nível de importância de David Beckham foi maior por causa da que ele fez pelo país dele. Juninho aqui era um dos maiores, não influenciou na seleção”, destacou.

PUBLICIDADE

O jornalista da ESPN, então, citou que a concorrência na seleção brasileira na época era muito grande.

“Mas aí precisa considerar a concorrência que o Beckham tinha na Inglaterra e o Juninho, no Brasil. Geração dos anos 90 e 2000 da seleção brasileira era muito mais farta em talentos que a inglesa”, disse.