Home Futebol Facincani avalia chance de Endrick alcançar nível de Ronaldo: “Por que não?”

Facincani avalia chance de Endrick alcançar nível de Ronaldo: “Por que não?”

Atacante do Palmeiras tem começo iluminado pela seleção brasileira e vira notícia mundial

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Falo sobre futebol internacional, nacional e esportes americanos, principalmente NFL e NBA. Santista e apreciador do bom futebol. Twitter: @PaulFoles
Endrick na seleção brasileira

Endrick brilha pela seleção brasileira. Foto: Joilson Marconne/CBF

Endrick brilhou em sua estreia pela seleção brasileira e marcou o gol da vitória contra a Inglaterra, neste sábado (23), em Wembley. Em análise em seu canal no YouTube, Felippe Facincani avaliou a chance do jovem atacante do Palmeiras alcançar o nível de Ronaldo Fenômeno, que é considerado por muitos como o melhor centroavante da história do futebol mundial.

PUBLICIDADE

“Vimos a história e um recorde ser quebrado. Uma história sendo escrita em um dos grandes templos do futebol mundial, em Wembley”, exaltou o jornalista, que disse em seguida:

“Ronaldo Fenômeno, aquele que muita gente já tem traçado um comparativo de carreira. Surgiram com 16 anos em seus respectivos clubes, ganhando títulos importantes. E o talento, por que não? Claro que o Ronaldo já tem a história dele, já se tornou o Fenômeno, mas por que o Endrick não pode atingir isso nesse ritmo que está?” questionou Facincani; assista:

PUBLICIDADE

Com 17 anos e protagonista do Palmeiras, ele já está vendido para o Real Madrid por 60 milhões de euros (valor repartido entre os detentores dos direitos econômicos) e irá se transferir oficialmente ao clube espanhol em julho deste ano, quando completa 18 anos.

Após se tornar o jogador mais jovem a marcar no Wembley, Endrick disse: “É uma sensação única. Ainda estou raciocinando. Tudo isso (nervosismo depois do gol) me prejudicou um pouco no final, na bola que eu tive no final, não vou mentir. Eu estava só pensando no gol”, explicou o atacante.

“Fiquei pensando só nisso (o gol), não conseguia mais pensar no jogo, até me prejudicou um pouco. É uma memória única. Minha família está aqui, minha namorada, meus empresários. Não sou muito de chorar, estou me segurando, mas é algo único e estou muito feliz”, disse a joia do Palmeiras.

Agenda da seleção brasileira

PUBLICIDADE

Depois da vitória por 1 a 0 em Wembley, o Brasil tem como próximo desafio a Espanha, na terça-feira (26), às 16h (de Brasília), no Santiago Bernabéu, estádio do Real Madrid.