Home Futebol Liga Forte vai mudar transmissão do Brasileirão em 2025; veja detalhes

Liga Forte vai mudar transmissão do Brasileirão em 2025; veja detalhes

Associação opta por nova estratégia para seus pacotes de transmissão que serão negociados com TV aberta, paga e streaming

Beatriz Ojeda
Ex-atleta, formada em Letras e apaixonada por esportes desde sempre. Colaboradora do Torcedores por ser o melhor lugar para aliar as duas grandes paixões.
LFU

Uma visão geral do Stadio Giuseppe Meazza através de uma câmera de transmissão de TV antes do jogo de volta da semifinal da UEFA Champions League (Mike Hewitt/Getty Images)

As equipes do Brasileirão Série A começam a se organizar para os direitos de transmissão das suas partidas no Campeonato Brasileiro a partir de 2025. As equipes que fazem parte da Liga Forte União decidiram que venderão seus direitos de transmissão através de pacotes que serão negociados com as emissoras de televisão aberta, paga e streaming.

PUBLICIDADE

Liga Forte muda estratégia para transmissão em 2025

Segundo informações de Allan Simon do Portal UOL, alguns grupos de mídia começaram a receber apresentações com as regras gerais da concorrência pelos direitos. Com o intuito de organizar esta questão, a empresa responsável pela venda dos jogos dos times que fazem parte da Liga Forte União como mandantes no Campeonato Brasileiro.

Neste momento, LFU conta com 11 equipes que estão na Série A: Athletico-PR, Atlético-GO, Botafogo, Criciúma, Cruzeiro, Cuiabá, Fluminense, Fortaleza, Internacional, Juventude e Vasco. A representação em 2025, o grupo, contará com 209 partidas como mandantes divididas entre os pacotes de direitos de transmissão. Entretanto, a Liga Forte União entende que ainda pode depender dos acessos e rebaixamentos em 2024.

PUBLICIDADE

Simon aponta que as fontes consultadas apontam que o processo de venda dos direitos de transmissão não seguirá um modelo de licitação, se não conversas individuais com empresas interessantes. O modelo é semelhante aos direitos de transmissão que, a mesma LiveMode teve nos direitos do Campeonato Paulista. Apesar disso, como funcionarão exatamente os pacotes, quantidades e valores não foram divulgados, mas contarão com jogos exclusivos e com a possibilidade da empresa realizar propostas por mais de um pacote para ganhar um pacote adicional.

O que já foi estabelecido pela LFU é a proibição do sublicenciamento de jogos de um detentor a outro. Logo, não há chances de união entre a Globo e Amazon como aconteceu na Copa do Brasil. Quem adquirir o pacote deverá competir e transmitir individualmente o pacote, sem a somatória de forças.

Cabe mencionar que, a Libra composta por: Atlético-MG, Bahia, Flamengo, Grêmio, Palmeiras, São Paulo, Red Bull Bragantino e Vitórias, mas com a chance de acrescentar o Santos já negociou seus direitos com a Globo até 2029 por R$1,3 bilhão por ano com pagamentos fixos e chances de uma remuneração adicional em PPV. O Corinthians ainda não definiu o grupo ao qual pertencerá e estuda proposta da Brax.