Home Futebol Mauro Cezar critica postura de Diniz: “Não é líder de uma seita”

Mauro Cezar critica postura de Diniz: “Não é líder de uma seita”

Jornalista não concorda com importância que treinadores recebem: “Não são tão especiais”

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Falo sobre futebol internacional, nacional e esportes americanos, principalmente NFL e NBA. Santista e apreciador do bom futebol. Twitter: @PaulFoles
Diniz, treinador campeão pelo Fluminense

Fernando Diniz em coletiva do Fluminense. Foto: LUCAS MERÇON/FLUMINENSE FC

Após a eliminação do Fluminense para o Flamengo, no último sábado (16), Fernando Diniz polemizou em entrevista coletiva e criticou a postura da imprensa. No “Posse de Bola”, do Uol, Mauro Cezar rebateu o treinador:

PUBLICIDADE

“Diniz foi muito mal na coletiva. Esse negócio de Fernando Diniz é meio confuso, o Diniz é só um técnico de futebol”, opinou o jornalista.

Com uma vocação ofensiva e um estilo de jogo que agrada, o jovem comandante sempre foi exaltado por parte da mídia e torcedores. Mauro Cezar discordou sobre o peso da importância que treinadores de forma geral recebem:

PUBLICIDADE

“Treinador ser colocado como líder de seita é muito ruim, tudo que o cara fala parece que é um grande pensador da humanidade, um gênio da raça, aí os caras começam a comentar tudo”, disparou ele, que prosseguiu:

“Querem falar de temas educacionais, comportamentais… Eles são só técnicos de futebol, não são pessoas tão especiais aqui para a gente ficar dando ouvido para tudo que esses caras falam, nenhum deles é gênio”, disse.

Depois de anos na fila e batendo na trave, Diniz finalmente conquistou suas primeiras taças em 2022 com o Fluminense. Campeão do Cariocão e Copa Libertadores da América, ele venceu também a Recopa Sul-Americana neste ano.

“O Diniz é um técnico promissor, tem títulos agora na carreira, mas não é o líder de uma seita revolucionária”, completou o jornalista.

PUBLICIDADE

Fora do Campeonato Carioca, o Fluminense entra em campo novamente apenas em 13 de abril, na primeira rodada do Brasileirão Série A, contra o Red Bull Bragantino, em casa.

Veja o que disse Fernando Diniz

“Tem que ter mais respeito. Quem era a favor hoje do Marquinhos na lateral? Isso é um câncer do futebol, comentarista de resultado, engenheiro de obra pronta. Vida ruim, sem firmeza, coragem”, esbravejou o técnico.