Home Futebol Técnico interino cobra Remo por vitórias e evita falar de gramado: “Ruim para os dois” 

Técnico interino cobra Remo por vitórias e evita falar de gramado: “Ruim para os dois” 

Mário Henrique comanda o time azulino temporariamente. Leão busca um substituto para o técnico recém-demitido Ricardo Catalá 

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 29 anos. Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.
Mário Henrique comanda Remo de forma interina

Mário Henrique comanda Remo de forma interina (foto: Samara Miranda/Remo)

O Remo perdeu, neste domingo (3), por 1 a 0 para o Bragantino e chegou a dois jogos sem vitórias no Campeonato Paraense. Além disso, viu a crise esportiva aumentar diante de uma torcida que está insatisfeita com o acúmulo de maus resultados, nos últimos anos. 

PUBLICIDADE

Em entrevista coletiva realizada no estádio Diogão, o treinador interino do clube azulino, Mário Henrique, o Mariozinho, avaliou que os jogadores lutaram em campo e mereceram um placar melhor. 

“O time brigou. Até na hora do gol, estava bem no jogo. De repente bagunçou. O goleiro deles fez duas ou três defesas importantes que poderiam ter resultado no empate”, iniciou. 

PUBLICIDADE

“Mas é futebol, a gente tem que voltar a vencer e recuperar a identidade de vitória”, cobrou o profissional remista. 

“O Remo brigou, disputou as bolas. Foi um jogo muito truncado no meio-campo. Até nós tomarmos o gol, nós estávamos melhor com mais volume, mais troca de passes”, reforçou.  

“Mas tomou o gol e, quando toma um gol, você fica na desvantagem e começa a perder a concentração. Isso que não pode acontecer. Depois sim, eles cresceram e tiveram chance num momento conturbado nosso”, analisou o técnico interino do Remo. 

“Mas depois a gente equilibrou. Poderíamos ter empatado e até virado o jogo. Depois das alterações, ficou praticamente um jogo de campo reduzido, mas não se traduziu em gols”, prosseguiu Mário Henrique. 

PUBLICIDADE

“Apesar de jogar fora de casa, o Remo teve atitude sim, procurou ganhar o jogo, mas infelizmente a nossa superioridade não foi traduzida em vitória. Futebol tem que ser traduzido em vitória”, repetiu 

Mário Henrique também evitou falar sobre o gramado do estádio Diogão. “Não vou entrar no mérito. O campo é ruim para os dois times. Isso não é comigo”, finalizou. 

Remo estreia na Copa Verde 

O próximo jogo do Leão está marcado para ocorrer nesta quinta-feira (7). Será contra o Trem-AP, às 20h (horário de Brasília), no estádio Banpará Baenão.