Home Futebol Zico aponta decisão errada da seleção brasileira para substituir Tite

Zico aponta decisão errada da seleção brasileira para substituir Tite

Lenda do Flamengo acredita que a CBF não deveria ter esperado por Carlo Ancelotti

Beatriz Ojeda
Ex-atleta, formada em Letras e apaixonada por esportes desde sempre. Colaboradora do Torcedores por ser o melhor lugar para aliar as duas grandes paixões.
Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF

Presidente da CBF durante a convocação da seleção brasileira feita por Dorival Júnior. (Créditos: Staff Images / CBF)

No início de 2024, no meio de uma confusão na CBF, o presidente Ednaldo Rodrigues anunciou Dorival Júnior como o novo treinador da seleção brasileira. Apesar de insistir mais de um ano em técnicos interinos como Ramon Menezes e Fernando Diniz com a promessa de assinar com Carlo Ancelotti, a renovação do italiano no Real Madrid frustrou os planos da entidade. Porém, Zico rasgou o verbo sobre o “ano perdido” na canarinha.

PUBLICIDADE

Zico critica decisão da CBF por Ancelotti

Em publicação na conta X, antigo Twitter, a TNT Sports postou uma entrevista de Zico, ídolo do Flamengo, sobre a decisão de aguardar Carlo Ancelotti para a seleção brasileira. O ex-jogador disse: “A seleção brasileira, por tudo que ela representa no mundo do futebol, ela não pode ficar nem um segundo sem técnico. Então, todo o Brasil, pelas declarações de Tite, sabia que ele ia sair, já tinha que ter alguém preparado”.

O lamento sobre o erro da CBF em aguardar um posicionamento do treinador italiano foi relembrado por Zico que completou: “Acho que o erro foi esse, ficou aquela indefinição e ninguém sabia o que vinha. Pelas declarações, a gente conhece bem o Ancelotti, joguei contra ele na época, cara que trabalhou com um monte de brasileiros, se ele quisesse vir, dizia: “eu vou””. Em nenhum momento ele falou isso, a gente via as entrevistas, a propriedade dele era o Real Madrid”.

PUBLICIDADE

Zico alerta sobre a indefinição trazer problemas futuros para a seleção brasileira: “Isso gera uma insegurança muitas vezes na seleção brasileira e nos jogadores. Aí você não vai lá com aquele espírito competitivo que deve existir quando você veste a camiseta da seleção brasileira”. Logo, a estreia do Brasil sob o comando de Dorival Junior será contra a Inglaterra no sábado (23).