Home Futebol Fora de casa, Internacional empata com o Belgrano na estreia da Sul-Americana

Fora de casa, Internacional empata com o Belgrano na estreia da Sul-Americana

O Colorado tentou largar em vantagem na fase de grupos, porém, não conseguiu vencer na Argentina na estreia de Borré na competição

William Nunes
Colaborador do Torcedores
Borré, do Internacional, disputa bola com atleta do Belgrano

Borré, do Internacional, disputa bola com atleta do Belgrano (Crédito: Internacional)

Nesta terça-feira (02/04), o Internacional visitou o Belgrano na Argentina na estreia do Colorado na Copa Sul-Americana.

PUBLICIDADE

O Belgrano veio para a partida diante de seus torcedores tentando largar com uma vitória na fase de grupos. O Internacional é a maior potência do grupo e diante disso, os argentinos precisavam de uma vitória para estar em vantagem sobre os brasileiros.

Do outro lado, o Internacional veio para a partida tentando se recuperar após a eliminação traumatizante para o Juventude na semifinal do Campeonato Gaúcho. O Colorado precisava de uma vitória e para isso contava com Borré, o maior reforço do time na temporada e que faz seus primeiros jogos pela equipe.

PUBLICIDADE

Como foi o jogo entre Internacional e Belgrano na Sul-Americana?

A partir começou cercada de muita expectativa, já que Borré iniciou entre os titulares do Internacional. O atacante procurou o ataque desde os primeiros minutos, atormentando a defesa do Belgrano.

O Internacional se manteve com a posse da bola desde os primeiros minutos, tentando pressionar o adversário e aproveitar a potência de seu elenco para vencer fora de casa na competição.

Aos 12 minutos, o Internacional tentou apostar na bola aérea. Alan Patrick cobrou escanteio e Fernando subiu para cabecear, porém, mandou direto para fora.

Com o jogo concentrado no meio-campo, nenhuma das equipes conseguia criar chances claras. A defesa colorada afastava com tranquilidade o perigo, enquanto que Alan Patrick buscava oportunidades para deixar Borré na cara do gol.

PUBLICIDADE

Apesar da posse da bola, o Internacional não conseguia criar boas chances, com a partida ficando praticamente sem emoções durante todo o primeiro tempo. O Colorado chegou a ficar com 74% de aproveitamento.

O segundo tempo começou muito movimentado. Logo no primeiro minuto, Marín cruzou na área rasteiro e Passerini dominou próximo da área do Internacional. Ele bateu para o gol e a bola saiu para fora, passando raspando da trave adversária.

Após o susto inicial, o Internacional voltou a trocar passes, avançando lentamente seu meio-campo e tentando pressionar o adversário.

Apesar disso, quem chegou novamente foi o Belgrano. Aos 9 minutos, Metilli bateu cruzado de longe e Rochet defendeu com facilidade.

PUBLICIDADE

Alguns minutos depois, o Belgrano teve outra oportunidade em cobrança de descanteio. Reyna levantou na área e Barinaga cabeceou na primeira trave direto para fora.

Após quase um jogo inteiro sem chances claras, o Internacional chegou com perigo aos 40 minutos do segundo tempo. Wesley avançou pela ponta esquerda e cruzou para Borré, que cabeceou na entrada da pequena área para o gol. A sorte do Belgrano foi que Chicco estava bem posicionado e espalmou para fora.

Após essa chance, o Internacional não teve mais chances e, com isso, a partida terminou empatada em 0 a 0, em um início de Sul-Americana um tanto decepcionante para os torcedores colorados.