Home Futebol Remo detona arbitragem do Brasileirão Série C e faz cobranças à FPF

Remo detona arbitragem do Brasileirão Série C e faz cobranças à FPF

Leão perdeu por 2 a 1 para o Volta Redonda, em jogo válido pela rodada inicial da Terceira Divisão do Campeonato Brasileiro 

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 29 anos. Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.
Tonhão, presidente do Remo

Antônio Carlos Teixeira tem mandato como presidente do Remo até o fim de 2026 (foto: divulgação/Remo)

A derrota por 2 a 1 para o Volta Redonda, em jogo válido pela rodada inicial do Brasileirão Série C 2024, não foi totalmente aceita pelo Remo. De acordo com o clube azulino, o resultado tem interferência direta de Artur de Morais Fernandes, árbitro responsável por mediar a partida, realizada no estádio Banpará Baenão. 

PUBLICIDADE

“É inadmissível que a CBF escale um árbitro tão inexperiente e incompetente para nossa partida e que, coincidentemente, erra apenas contra um lado”, afirmou o Leão, em nota oficial publicada neste domingo (21). 

Na visão do Mais Querido, dois pênaltis não foram marcados. “O árbitro estava próximo e de frente para o lance, demonstrando sua total inaptidão para a arbitragem”, acrescentou. 

PUBLICIDADE

Remo cobra Federação Paraense de Futebol (FPF) 

Além da nota oficial, a instituição paraense também publicou um documento assinado pelo diretor jurídico, Gustavo Freire da Fonseca.  

O Remo cobrou cinco providências que a FPF deve executar, nos próximos jogos. O Leão quer que: 

  1. Sejam apresentados procedimentos perante a comissão nacional de arbitragem, ouvidoria e todos os órgãos competentes da CBF, demonstrando os enormes prejuízos causados ao Clube do Remo 
  1. Seja apresentada manifestação pública da Federação Paraense de Futebol acerca do tema, como forma de apoio, bem como divulgação das circunstâncias a que estamos sendo submetidos 
  1. Seja enviado um representante da FPF em todas as partidas fora de casa, especialmente na pessoa do presidente da FPF, como forma de pressionarmos por uma arbitragem justa e imparcial 
  1. Nas partidas realizadas em Belém, que a FPF se faça presente em grande número, para fiscalizarmos e cobrarmos o necessário respeito ao futebol paraense 
  1. Seja agendada reunião urgente na CBF para tratarmos de tais circunstâncias onde FPF e Clube do Remo poderão externar sua preocupação e prejuízos suportados ao longo dos anos