Home Futebol RMP usa Atlético-MG como exemplo para criticar Tite no Flamengo: “Não poupa”

RMP usa Atlético-MG como exemplo para criticar Tite no Flamengo: “Não poupa”

Rubro-Negro jogou com alguns reservas na Bolívia pela Libertadores e jornalista discordou da decisão

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Falo sobre futebol internacional, nacional e esportes americanos, principalmente NFL e NBA. Santista e apreciador do bom futebol. Twitter: @PaulFoles
Tite no Flamengo

Tite, treinador do Flamengo. Foto: Gilvan de Souza /CRF

Tite poupou grande parte dos titulares e o Flamengo sofreu a primeira derrota na temporada, nesta quarta-feira (24), contra o Bolívar, pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. RMP não se conformou com a escolha de colocar reservas em campo, deu o exemplo do Atlético-MG e criticou duramente Tite.

PUBLICIDADE

“O Atlético-MG, que tem o mesmo número de jogos que o Flamengo, joga com Paulinho e Hulk em todos os jogos. Não poupa e os dois saem fazendo gol atrás de gol”, argumentou o jornalista, que disse mais:

“O Atlético-MG tem 100% de aproveitamento na Libertadores até agora e não poupa ninguém. Enquanto Tite dá milhões de explicações para não escalar o time titular que tem. Que p*** de tática é essa? Ficar dando chutão na altitude… Flamengo não jogou, fez uma linha de cinco e simplesmente deu a bola para o Bolívar. Levou gol com 1 minuto e meio”, disparou RMP.

PUBLICIDADE

Assim como o Fla, o Galo é um dos favoritos pelos principais títulos da temporada e soma três vitórias em três jogos na Libertadores. Já o clube carioca tropeçou, tem apenas quatro pontos nesse momento e ocupa a vice-liderança do Grupo E.

Renato Maurício Prado vem criticando Tite constantemente pelas decisões de poupar jogadores nas últimas semanas. No domingo passado (21), o treinador do Rubro-Negro também não escalou todos os titulares contra o Palmeiras de Abel Ferreira, em jogo que terminou 0 a 0 no Allianz Parque.

Tite explica reservas na Bolívia

“A ciência já está há bastante tempo ali, não é nenhuma novidade, está desde o tempo que eu jogava. A quantificação de carga traz atletas que têm essa condição e com todo o suporte que o Flamengo dá”, ressaltou o treinador.

PUBLICIDADE

“A responsabilidade é minha, porque a definição da equipe é minha, mas eu tenho muita lucidez de não estourar um atleta numa sequência de jogos e perdê-lo na sequência”, seguiu dizendo ele.

Após empate no Brasileirão e tropeço na Libertadores, o próximo jogo do Flamengo é o clássico com o Botafogo, no domingo (28), no Maracanã, às 11h (de Brasília).