Home Futebol Casagrande exalta atitude do Palmeiras que revolucionou o mercado da bola

Casagrande exalta atitude do Palmeiras que revolucionou o mercado da bola

Comentarista aponta situação recente do Verdão que vai beneficiar todos os clubes brasileiros em negociações com o exterior

Marcel Rauen
Marcel Rauen é um jornalista formado na Universidade Estadual de Londrina (UEL) que atua na área esportiva há cerca de 15 anos. É fã e praticante de esportes em geral, mas principalmente de futebol. Escreve no Torcedores desde 2015 sobre o dia a dia dos clubes brasileiros e sobre a mídia esportiva
casagrande leila pereira

Leila Pereira, presidente do Palmeiras - Cesar Greco/Palmeiras

Uma atitude do Palmeiras nos últimos anos tem revolucionado o mercado da bola dos times brasileiros, segundo Casagrande.

PUBLICIDADE

A situação em geral segue a mesma, basta surgir um jovem jogador com grande destaque que os times do exterior chegam rapidamente para levá-los. No entanto, de acordo com o comentarista, a partir do momento que o time alviverde acertou a saída de Endrick por 72 milhões de euros e agora negocia também a venda de Estêvão por valores estratosféricos, os clubes brasileiros puderam mudar também seu comportamento nas negociações de suas joias.

“Acredito que os altíssimos valores que o Palmeiras negociou Endrick e Estevão passaram uma segurança maior para os clubes começarem a negociar seus jovens para o exterior. Antes disso, os times vinham aqui e levavam nossos jovens talentos a preço de varejo, mas agora terão que oferecer um valor elevado para que isso aconteça”, analisou Casagrande em sua coluna no UOL Esporte.

PUBLICIDADE

“Faltava um clube que fizesse negociações valiosas, como fez o Palmeiras com a Leila Pereira, para que os nossos clubes deixassem de ser reféns de empresários e clubes europeus”, completou o comentarista.

Citado por Casagrande, Endrick se despede do Palmeiras

O time de Abel Ferreira encara o San Lorenzo na noite de hoje (30), às 19h (de Brasília), no Allianz Parque, pela Libertadores.

A partida deste meio de semana vai marcar também a despedida do jovem atacante que brilhou pelo Verdão em seu início de carreira.

Após o duelo, o garoto de 17 anos vai se apresentar na seleção brasileira para amistosos e para a disputa da Copa América nos EUA. Então, Endrick não conseguirá mais vestir a camisa alviverde, já que a partir de julho, quando completar 18 anos, vai se transferir em definitivo para o Real Madrid.

PUBLICIDADE
18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial