Home Futebol Sormani crava dois titulares que merecem a reserva no Palmeiras: “Não tenho confiança”

Sormani crava dois titulares que merecem a reserva no Palmeiras: “Não tenho confiança”

Verdão perde para o Athletico Paranaense, oscila em 2024 e “medalhões” são questionados

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Falo sobre futebol internacional, nacional e esportes americanos, principalmente NFL e NBA. Santista e apreciador do bom futebol. Twitter: @PaulFoles
Palmeiras em 2024

Palmeiras em campo em 2024. Foto: Alexandre Battibugli/Ag. Paulistão

O Palmeiras vive momento de instabilidade na temporada e alguns titulares começam a ser contestados. Em opinião na “Placar TV”, Fábio Sormani apontou dois jogadores que merecem ir para o banco de reservas.

PUBLICIDADE

O debate foi sobre uma possível reformulação no plantel e o jornalista disse: “Eu acho que reconstruir significa abrir mão. Não dá para segurar o Gustavo Gómez na reserva. Faz o seguinte: aquela proposta do mundo árabe ainda está de pé?”, afirmou sobre a possibilidade de saída do zagueiro paraguaio. Ele indicou outro nome:

“Sabe quem eu trocaria também? O goleiro. Eu não tenho confiança nesse goleiro (Weverton)”, disparou.

PUBLICIDADE

Após ser campeão do Paulistão pela terceira vez consecutiva, o Verdão apresentou oscilações em campo nas últimas semanas. No Brasileirão Série A, a equipe comandada por Abel Ferreira está apenas em oitavo, com duas vitórias, dois empates e duas derrotas em seis rodadas.

O próximo jogo será contra o Independiente del Valle, na quarta-feira (15), às 21h (de Brasília), em casa, pela Copa Libertadores da América, competição na qual o Palmeiras lidera o Grupo F com 10 pontos.

Palmeiras perde para o Athletico Paranaense

Em jogo válido pela sexta rodada do Brasileirão Série A, o Verdão encarou a equipe comandada por Cuca na Arena Barueri, pois o Allianz Parque recebeu o show do cantor Louis Tomlinson neste último fim de semana.

PUBLICIDADE

O Palmeiras até teve a chance de sair vencendo, mas Raphael Veiga perdeu um pênalti na reta final da primeira etapa. O Athletico foi mais eficente e marcou duas vezes para vencer a partida, com Pablo e Gustavo Gómez (contra).

Abel Ferreira explicou a derrota em entrevista coletiva: “Em poucas palavras, acho que fomos pouco criativos, tivemos pouca energia e os gols sofridos traduzem aquilo que foi o jogo”, declarou o treinador do Verdão.