Home Futebol Casagrande se revolta com atitude de Tite no Flamengo: “Deveria apontar o dedo”

Casagrande se revolta com atitude de Tite no Flamengo: “Deveria apontar o dedo”

Comentarista reprova postura de treinador que gerou muita polêmica nesta semana

Eder Bahúte
Eder Bahúte integra o time do Torcedores.com desde 2016. Na cobertura esportiva, atua como redator e tem como foco principal o futebol brasileiro, internacional e mídia esportiva. Diplomado pela Universidade Paulista, o profissional acumula experiência em radiojornalismo e mídia impressa, além de participação em eventos da Copa do Mundo e Paulistão.
Flamengo

Tite é técnico do Flamengo - Marcelo Cortes /CRF

Um dia depois de Tite criticar o calendário do futebol brasileiro, Casagrande subiu o tom contra o técnico do Flamengo. Sem tirar a legitimidade do ‘protesto’, Casão alega que o profissional rubro-negro deveria ter a mesma firmeza quando foi indagado sobre a condenação de estupro a Daniel Alves.

PUBLICIDADE

“Apontar o dedo para o Julio Avellar pra cobrar um calendário melhor é tão fácil, porque ele não apontou o dedo para o Daniel Alves, dar nome e sobrenome e cobrou o comportamento de um condenado por estupro?”, questionou Casão, no Fim de Papo, do UOL Esporte.

Incomodado com a postura agressiva do treinador, Casagrande entende que o mesmo deveria adotar o mesmo comportamento em temas de maior relevância, sobreduto para a sociedade.

PUBLICIDADE

“Apontar o dedo para um cara da CBF que assina ali um calendário…Tite, se você queria mostrar personalidade mesmo, mostrar que você é homem de verdade e que se preocupa com a ética, com tudo certinho, você deveria ter apontado o dedo para o Daniel Alves quando teve a chance e não fez. Cadê o dedinho? Vamos apontar para o cara certo e as coisas certas”, disparou.

Citado por Casagrande, Tite é criticado pela CBF

A CBF classificou as declarações de Tite como uma “manifestação despropositada, agressiva e ofensiva do técnico” do Flamenego com a entidade em também seu profissional responsável pelas competições, Julio Avellar. Além disso, relata que o comandante rubro-negro é contraditório, citando um episódio ocorrido em fevereiro deste ano.

Quando questionado sobre a convocação de jogadores do Flamengo para a Copa América, afirmou o seguinte: “Me permitam a inconfidência. Quando o Juan falou que estava saindo, ele falou: “Vou estar com alguns de vocês”. Eu falei: “Leva todo mundo”. E falei de coração, isso é reconhecimento profissional. E o Flamengo nos dá condições de ter peças de reposição, é garoto que está surgindo, contratações. É a lei do jogo”.

PUBLICIDADE

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial