Home Futebol Ex-Corinthians, Fábio Santos elege pior derrota da carreira: “Disparado”

Ex-Corinthians, Fábio Santos elege pior derrota da carreira: “Disparado”

Com passagem por SPFC, Atlético-MG, entre outros, lateral encerrou a sua carreira no Timão e virou comentarista da ESPN

André Salem
Jornalista desde 2016, redator do Torcedores.com desde 2022. Apaixonado pelo futebol brasileiro, escrevo principalmente sobre o Brasileirão Série A.
Fábio Santos

Fábio Santos em ação pelo Timão (Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

Um dos grandes laterais do futebol brasileiro neste século e principalmente da história do Corinthians, foi Fábio Santos, que colecionou títulos com a camisa do Timão, além de ser vitorioso no São Paulo, Grêmio e Atlético-MG.

PUBLICIDADE

Ao longo da sua carreira, venceu duas vezes a Libertadores, duas vezes o Mundial de Clubes, duas vezes o Brasileirão, estaduais, entre outras conquistas.

Mas, nem só de títulos viveu Fábio Santos. Em entrevista ao “Charla Podcast”, o ex-lateral relembrou a derrota na final para o Flamengo, na Copa do Brasil de 2022, na qual ele entende que foi a maior derrota da sua carreira.

PUBLICIDADE

“Foi a maior derrota disparado da minha carreira. Não sei se é porque estava chegando no final da carreira e tipo, meus filhos são apaixonados por futebol, eles pegaram momentos vitoriosos da minha carreira, mas eram pequenos. E eles são muito corintianos né, eles têm um coração no Galo também porque cresceram praticamente em BH, mas são muito corintianos. Então, eu queria dar esse título para eles”, iniciou.

“Eu acho que é tudo isso, a Copa do Brasil que era o único torneio que eu nunca tinha conquistado, já tinha perdido uma final com o Galo contra o Grêmio em 2016. Então foi essa junção de coisas. Eu queria nessa segunda passagem ganhar esse título com o Corinthians também, o momento difícil, a gente sabia que o torcedor já tá sofrendo há um tempo, então, acho que juntou tudo”, completou.

Corinthians ficou perto do título

Por fim, Fábio Santos relembrou que o Timão ficou perto de conquistar o título, mas acabou perdendo mesmo depois de abrir vantagem nas penalidades.

“Por estar tão perto também né, a gente fez o mais difícil, já que o time do Flamengo era melhor que o nosso, e a gente conseguiu levar para os pênaltis, abrimos 3 a 1 nos pênaltis. Então, essa derrota machuca até hoje”, finalizou.

PUBLICIDADE

Veja o que ele disse na íntegra:

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial