Home Extracampo Gilberto relembra passagem pelo Flamengo: “Foi especial”

Gilberto relembra passagem pelo Flamengo: “Foi especial”

Lateral-esquerdo conversou com Zico na Resenha do Galinho e relembrou momentos com o Rubro-Negro

Beatriz Ojeda
Ex-atleta, formada em Letras e apaixonada por esportes desde sempre. Trabalho como redatora desde 2018, fazendo cobertura de mídia esportiva, futebol, tênis e esportes americanos. Sou colaboradora do Torcedores por ser o melhor lugar para aliar as duas grandes paixões.
Gilberto

Gilberto em imagem de divulgação do Flamengo (Créditos: Divulgação do Flamengo)

Gilberto foi formado nas categorias de base do Flamengo e teve passagem curta pelo Rubro-Negro. Com apenas duas temporadas entre 1996 e 1998, o jogador teve passagens por outros clubes brasileiros e fez história no futebol internacional. Em conversa com Zico na Resenha do Galinho, relembrou os tempos com o Rubro-Negro.

PUBLICIDADE

Atualmente como coordenador das categorias de base do Flamengo, o lateral-esquerdo se emocionou apontando os seus momentos como jogador do Mais Querido. E explicou detalhes sobre a sua carreira.

Gilberto abre o jogo sobre a fase no Flamengo

O lateral-esquerdo foi questionado pelo Zico sobre sua chegada ao clube carioca. Gilberto relembrou que fez parte das categorias de base do América-MG, mas quando estava prestes a se profissionalizar, recebeu o convite do Flamengo. Aos 18 anos, passou por um período jogando futsal na Espanha, mas estava sem horizonte para o seu futuro no esporte, sendo repatriado ao Brasil para chegar ao Rubro-Negro. ~

PUBLICIDADE

Gilberto explicou esse período com detalhes: “Ao Flamengo cheguei em 1995, em novembro de 1995 e em 1996 já estava fazendo a pré-temporada com o time principal. Já era o Joel Santana, cheguei lá como o terceiro reserva porque tinha o Lira, lateral-esquerdo Alexandre Silva e eu cheguei como lateral-esquerdo”.

Segundo o ex-jogador, trabalhou bastante nos bastidores para ser reconhecido e, em 1996, contribuiu para a conquista do Campeonato Carioca de forma invicta e explicou: “Para mim, foi um título importante porque foi o primeiro que eu pude jogar ao lado do meu irmão (Nélio) e sempre passava esse filme na cabeça. E eu consegui ser campeão vestindo a camiseta do Flamengo, porque todo mundo quer vestir a camisa do Flamengo”.

Por último, Gilberto, atual coordenador das categorias de base do Rubro-Negro, classificou a pequena parte da sua carreira no Flamengo como “especial”. Atualmente, o ex-jogador trabalha com os atletas em formação no clube que o viu se tornar profissional e pelo qual guarda um carinho especial.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial