Home Futebol Lucas Moura elege meia rival diferenciado no Brasil hoje: “Gosto bastante”

Lucas Moura elege meia rival diferenciado no Brasil hoje: “Gosto bastante”

Camisa 7 do SPFC diz que gostaria de ter meio-campista jogando no mesmo time que o seu

Eder Bahúte
Eder Bahúte integra o time do Torcedores.com desde 2016. Na cobertura esportiva, atua como redator e tem como foco principal o futebol brasileiro, internacional e mídia esportiva. Diplomado pela Universidade Paulista, o profissional acumula experiência em radiojornalismo e mídia impressa, além de participação em eventos da Copa do Mundo e Paulistão.
Lucas Moura

Lucas Moura, meia-atacante do SPFC - Reprodução/YouTube

Entrevistado desta semana no canal do jornalista André Hernan, no YouTube, Lucas Moura participou antes de um ping pong envolvendo futebol brasileiro. Em uma das perguntas, o meio-campista do SPFC foi desafiado a escolher um jogador rival que gostaria de jogar no mesmo time.

PUBLICIDADE

De bate pronto, o camisa 7 são-paulino mencionou Arrascaeta, do Flamengo. Principal jogador rubro-negro nos últimos anos, o uruguaio, de fato é sempre apontado também como um dos grandes nomes do ponto de vista técnico atuando em solo brasileiro.

“Cara, eu gosto bastante do Arrascaeta, muita qualidade”, disse Lucas Moura.

PUBLICIDADE

Neste bate pronto, o atleta são-paulino elegeu também os marcadores mais difíceis que já enfrentou no Brasil. Entre os citados está Fabrício Bruno que é visto como um dos zagueiros de maior destaque atualmente no Brasil e chamado recentemente para a seleção brasileira.

“Ralf, Ralf era difícil. Fabrício Bruno ele é rápido, chato pra caramba. Piquerez também foi chatinho”, afirmou o meia-atacante tricolor.

Citado por Lucas Moura, Fabrício Bruno esteve perto de deixar o Flamengo para o futebol inglês. O West Ham demonstrou interesse na contratação do zagueiro e tinha quase tudo encaminhado para um compra de 15 milhões de euros. O atleta, porém, considerou baixa a proposta salarial e decidiu permanecer no Brasil.

PUBLICIDADE

“Para nós foi uma grata surpresa. O dinheiro era bom, mas eu prefiro o Fabrício aqui. Jogador que já tem convocação de Seleção, que a gente garimpou no Bragantino e veio bem. Está super adaptado, jogador que todo mundo gosta, importantíssimo para o elenco”, disse Marcos Braz.

“Não teve o acerto entre o clube e o jogador. Isso é difícil acontecer porque geralmente quando se vem conversar com o clube a situação do jogador já está avançada”, acrescentou.

Lucas Moura elege torcida mais hostil no Brasil

A torcida mais difícil de jogar contra no futebol brasileiro não está em São Paulo, Rio de Janeiro ou Minas Gerais. Para Lucas Moura, ela pertence ao Athletico Paranaense. Em um bate papo com a TNT Sports, o meia do clube paulista indicou que jogar na antiga Arena da Baixada é uma tarefa difícil pelo ambiente criado pelo torcedor.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial