Home Futebol PVC vê falta de coragem em Textor por rixa com o Palmeiras: “Deveria se tornar rival do Flamengo”

PVC vê falta de coragem em Textor por rixa com o Palmeiras: “Deveria se tornar rival do Flamengo”

Em podcast, jornalista questiona postura do norte-americano em tentar transformar o Botafogo no principal rival do Verdão no cenário nacional

Danielle Barbosa
Jornalista. Escrevendo para o Torcedores desde 2014.
PVC fala sobre Joh Textor durante entrevista ao PodPorco.

Reprodução/PodPorco

O Brasileirão Série A de 2024 já começou, mas Jonh Textor, dono da SAF do Botafogo, parece não conseguir superar o campeonato passado. Na opinião do jornalista Paulo Vinícius Coelho, o PVC, John Textor está tentando criar uma rivalidade do Botafogo com o Palmeiras, o que na verdade não exisitiria.

PUBLICIDADE

O estadunidense mostra que a perda do título para o Palmeiras depois de liderar a competição até a 33ª rodada ainda o incomoda. O empresário insiste em tentar provar a existência de manipulação de resultados através da arbitragem em favor do time Alviverde. Durante participação no podcast PodPorco, PVC falou sobre o Textor. 

PVC foi questionado, em tom bem humorado, sobre quem chora mais com a arbitragem: Hulk, atacante do Atlético-MG, ou John Textor? O comentarista não pensou duas vezes e escolheu o empresário norte-americano. 

PUBLICIDADE

“O Textor. Porque o Textor chora de uma maneira injusta, incorreta. Ele não é infantil, ele é proposital. Ele está fazendo com o Palmeiras o que o Eurico (Miranda, ex-presidente do Vasco) fez com o Flamengo”, iniciou o jornalista.

“Já que ele não tem coragem de brigar com o Rodolfo Landim (presidente do Flamengo), ele briga com o Palmeiras. O Botafogo deveria se tornar o grande rival do Flamengo, que foi o que o Eurico conseguiu fazer”, destaacou PVC sobre a tentativa de rivalidade entre Glorioso e Alviverde.

“Até os anos 1980, os rubro-negros se dividiam sobre o maior rival, mas a partir do Eurico se tornou o Vasco”, disse PVC.

“O que o Textor está fazendo é colocar o Botafogo como antagonista do clube mais vencedor do Brasil dos últimos anos, que é o Palmeiras. Ele está dizendo para o mundo: “eu sou o rival do Palmeiras”, mas não é”, afirmou Paulo Vinícius Coelho.

PUBLICIDADE

O jornalista ainda analisou que a rivalidade estadual do Verdão supera a tentativa do dono da SAF do Botafogo. “O grande rival do Palmeiras é o Corinthians. Em segundo lugar é o São Paulo e em terceiro o Santos”, disse o comentarista.

“Existe uma rivalidade importante com o Flamengo hoje e existe uma rivalidade grande da Mancha (Alviverde, principal torcida organizada) com a Máfia Azul (organizada do Cruzeiro). Mas o grande rival do Palmeiras é o Corinthians, e depois o São Paulo”, completou.

As denúncias de John Textor que PVC aponta como tentativa de rivalidade com Palmeiras

Em novembro, o empresário norte-americano contratou a empresa francesa ‘Good Game!’, especializada em checar jogos e fazer análises de lances de arbitragem, para analisar possíveis “manipulações” ou erros de arbitragem em jogos do Brasileirão. 

Na ocasião, o estudo – divulgado inicialmente pelo ge – indicou que o Botafogo deveria ter 10 pontos a mais na tabela e o Palmeiras, 13 pontos a menos. Ou seja, o time carioca teria 70 pontos na classificação, e o Verdão, 49. 

PUBLICIDADE

A principal reclamação de Textor, por exemplo, é sobre a atuação da arbitragem na derrota do Botafogo para o próprio Palmeiras. Na ocasião, o time carioca chegou a terminar o primeiro tempo com um 3 a 0 no placar, mas acabou levando a virada. Durante a partida, o Fogão teve um jogador expulso na etapa final, antes da virada alviverde.

O relatório também apontou suposta manipulação, com base no aspecto comportamental dos atletas, na goleada do Palmeiras por 5 a 0 sobre o São Paulo. Segundo o estudo, houve comportamento anormal de jogadores são-paulinos durante a partida, “facilitando” assim o placar favorável ao Verdão.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial