Home Futebol Vagner Love cita Renato Gaúcho e aponta melhores técnicos do Brasil

Vagner Love cita Renato Gaúcho e aponta melhores técnicos do Brasil

Atacante fala sobre possibilidade de ser treinador no futuro e aponta destaques no país na gestão de grupo de jogadores

Marcel Rauen
Marcel Rauen é um jornalista formado na Universidade Estadual de Londrina (UEL) que atua na área esportiva há cerca de 15 anos. É fã e praticante de esportes em geral, mas principalmente de futebol. Escreve no Torcedores desde 2015 sobre o dia a dia dos clubes brasileiros e sobre a mídia esportiva
vagner love

Vagner Love participa de podcast Cara a Tapa (Reprodução/YouTube)

Em entrevista ao “ge“, o experiente centroavante Vagner Love, de 39 anos, que defende atualmente o Atlético-GO, revelou que pode se tornar treinador assim que se aposentar dos gramados. Para ele, a maior qualidade de um técnico é a gestão de atletas dentro de um elenco e por isso foi questionado sobre os melhores treinadores do Brasil neste quesito.

PUBLICIDADE

O atleta destacou quatro técnicos que ainda estão na ativa e fazem ou fizeram sucesso nos últimos anos.

“Não trabalhei com o Renato (Gaúcho), mas todo mundo fala que ele tem uma excelente gestão. Eu gostei muito da gestão do Tite, no Corinthians. Dunga, na seleção brasileira, foi um cara que com os jogadores… Ele podia ter problemas com a imprensa, porque ele realmente batia de frente, mas no relacionamento com a gente era um cara que sabia gerir o vestiário, gostei muito de ter trabalhado com ele na Copa América de 2007. Outro treinador de boa gestão é o Dorival Júnior. Para mim, é um dos treinadores mais completos em relação a gestão, treinamentos, a maneira de se expressar, de lidar com o jogador, é um espelho a ser seguido”, avaliou Vagner Love.

PUBLICIDADE

Em seu clube atual, o Dragão goiano, o atacante também revelou boa relação com o treinador Jair Ventura e explicou por que o comandante deu um beijo em sua cabeça recentemente após um gol.

“Teve um jogo que ele falou para mim: ‘Entra lá e faz o gol que eu vou dar um beijo na careca’. Acredito que nesse jogo que ele falou eu acabei fazendo o gol, então fui lá para ele dar o beijo na careca. O Jair é um cara que tem uma boa gestão, boas ideias, e eu acredito que ele ainda vai crescer muito dentro do cenário do futebol brasileiro”, explicou Vagner Love.

O atacante explicou que não pensa em parar de jogar futebol ainda e que vai continuar “enquanto derem brecha”, mas depois ele não descarta tentar ser treinador e explica o tipo de comandante que gostaria de ser.

“Tentar ser o mais criterioso possível, né? Falar e cumprir. Não pregar uma palavra, uma coisa para o jogador e não fazer. Eu vejo que isso acontece no futebol, às vezes os treinadores falam uma coisa e daqui a pouco fazem outra. É difícil comandar 30 jogadores, a situação do treinador também é muito difícil. Agradar 30 jogadores é muito difícil, porque só jogam 11 […] Não é fácil ser treinador”, completou.

PUBLICIDADE
18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial