Home Esportes Olímpicos Augusto Akio vai representar Brasil no skate park das Olimpíadas com boas expectativas

Augusto Akio vai representar Brasil no skate park das Olimpíadas com boas expectativas

O curitibano de 23 anos cresce no último ciclo e chega para a disputa da modalidade nos Jogos Olímpicos com chances de medalha

Daniel Linhares
Daniel Linhares é um jornalista que atua como editor e redator de esportes, especialmente de futebol masculino. Formado na Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), é bacharel em Comunicação Social: Jornalismo desde 2018 e trabalhou anteriormente como redator em agência de publicidade. Atualmente no Torcedores.com.
Augusto Akio do skate park

Augusto Akio durante a disputa do X Games em Ventura, na Califórnia-EUA, dia 28 de junho de 2024. (Créditos: Ronald Martinez/Getty Images)

Augusto Akio ficou de fora das Olimpíadas de Tóquio em 2020 e só confirmou sua participação no skate park da edição deste ano na última semana de junho. Porém, o ‘Japinha’ chega nos Jogos Olímpicos de Paris em alta após somar pódios no Campeonato Mundial e nos Jogos Pan-Americanos, apresentando boa expectativa de medalha para o Brasil.

PUBLICIDADE

O skatista nascido em Curitiba, capital do Paraná, começou a ter destaque no skate brasileiro aos 11 anos. Entre seus feitos, estão uma medalha de bronze no Mundial de Vert em 2016, em Barcelona.

Pouco depois, no X Games de Minneapolis em 2019, ficou na 6ª colocação e não conseguiu se classificar para as Olimpíadas de Tóquio, a primeira com o skate entre as modalidades.

PUBLICIDADE

Porém, Augusto Akio deslanchou a partir da última edição de Jogos Olímpicos, realizados em 2021 por conta da pandemia.

No ano seguinte, 2022, o curitibano emplacou medalha de prata no Campeonato Mundial de skate vert em Buenos Aires.

Em 2023, o Japinha subiu mais um degrau e repetiu a prata, desta vez no Campeonato Mundial de skate park em Sharjah, nos Emirados Árabes Unidos.

Ainda no ano passado, Augusto Akio mais uma prata, agora representando o Brasil no skate park dos Jogos Pan-Americanos.

PUBLICIDADE

Apesar de ter vaga muito bem encaminhada por esses resultados, a confirmação de classificação para as Olimpíadas de Paris veio somente após o fim da segunda etapa do Olympic Qualifier Series em Budapeste, no dia 23 de junho.

O curitibano terminou a disputa em 5º lugar, com 90.48 na terceira e última volta. A primeira colocação ficou com o australiano Keegan Palmer (AUS), que obteve máxima de 94.94 pontos.

Com o posicionamento no OQS de Budapeste, o Japinha vai para os Jogos Olímpicos como o melhor brasileiro no ranking mundial e na 6ª posição no ranking mundial.

Com Augusto Akio, Rayssa Leal e Pedro Barros, Brasil emplaca as 12 vagas possíveis no skate das Olimpíadas

Ao final da Olympic Qualyfier Series de Budapeste, a delegação brasileira conseguiu o feito de garantir presença completa na disputa da modalidade nos Jogos Olímpicos, conforma anunciado pela Confederação Brasileira de Skateboarding.

PUBLICIDADE

São seis vagas, somando masculino e feminino, para cada uma das duas categorias: street e park. Somente Brasil e Estados Unidos conseguiram o máximo de vagas.

A delegação brasileira será representada no skate park por Pedro Barros (prata em Tóquio), Augusto Akio, Luigi Cini, Isadora Pacheco, Dora Varella e Raicca Ventura.

Já no street, Rayssa Leal (prata em Tóquio), Pâmela Rosa, Gabriela Mazetto, Kevin Hoefler (prata em Tóquio), Felipe Gustavo e Giovanni Vianna buscam medalhas para o Brasil.

As provas qualificatórias e finais de skate nas Olimpíadas de Paris serão disputadas em um único dia. Na categoria street, o masculino compete no dia 27 de julho e o feminino no dia seguinte, 28 de julho. O park, por sua vez, tem o feminino sendo realizado no dia 6 de agosto, enquanto o masculino fecha a modalidade no dia 7 de agosto.

PUBLICIDADE
18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial