Home Futebol Mano Menezes demonstra otimismo em sua estreia pelo Fluminense no Brasileirão Série A

Mano Menezes demonstra otimismo em sua estreia pelo Fluminense no Brasileirão Série A

O veterano treinador largou bem no Flu, encerrando sequência de derrotas logo em seu primeiro jogo pela equipe carioca

William Nunes
William Nunes é um redator que atua há dois anos cobrindo futebol internaciol, com ênfase em clubes da Inglaterra, Espanha e Alemanha, sendo eles: Manchester United, City, Arsenal, Chelsea, Liverpool, Bayern de Munique, Barcelona e Real Madrid. Graduado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul em 2019. Atualmente no Torcedores.com.
Mano Menezes na beira do campo pelo Fluminense

Mano Menezes na beira do campo pelo Fluminense (Jorge Rodrigues/AGIF (via AP)

O Fluminense acabou empatando com o Internacional nessa quinta-feira (05/07), em jogo disputado no Maracanã na estreia de Mano Menezes no comando do Flu. A partida teve o estádio com mais de 40 mil pessoas e muitos gritos de protestos após o tropeço.

PUBLICIDADE

O time carioca segue na lanterna da competição, com apenas sete pontos. Entretanto, Mano Menezes demonstrou otimismo no comando da equipe:

“A equipe fez um bom início de jogo. Ontem, na apresentação, perguntaram o que eu havia trabalhado em dois treinamentos. Elenquei algumas coisas e elas estiveram presentes na equipe e isso me deixa parcialmente satisfeito. E acho que não poderia ser diferente assim tão rapidamente. Agora, é daqui para cima”, afirmou Mano.

PUBLICIDADE

Em sua estreia, Mano fez algumas mudanças no Fluminense

O técnico ex-Internacional optou por mudar o time do Flu antes de sua estreia oficial. Ele adotou um esquema com três volante (André, Alexsander e Martinelli) fazendo parceria com Ganso no setor. O meia-armador, aliás, foi quem marcou o gol de empate.

Com o ponto conquistado, o Fluminense encerrou uma sequência de seis derrotas consecutivas na competição. Entretanto, ainda são 11 jogos sem vencer e cinco pontos a menos do que o primeiro fora da zona do rebaixamento.

Após a partida, o treinador falou sobre o estado emocional dos atletas diante da campanha ruim:

“Encontrei o time como provavelmente estaria, normal que estivesse, senão eu não estaria aqui e as coisas estariam funcionando. Quando você vem numa fase dessa, a expectativa deles, não tenha dúvida que a confiança cai”, afirmou.

PUBLICIDADE

“ Aquilo que falamos hoje, a retomada da confiança não vem por decreto, não adianta fazer discurso forte, a retomada vem com atitudes simples e certa. O time vai ganhando corpo e evolução que, se continuada, retoma resultados que há tempos não vêm. Queríamos fazer 3 pontos, mas temos que pontuar. Quando não der para fazer 3, tem que fazer 1”, comentou.

Por fim, o treinador relatou o que é necessário para o Fluminense fazer quando se está na parte de baixo da tabela:

“Jogar nesse lugar da tabela que a gente está, ponto é ponto. A torcida se portou bem em relação à pressão. Se nos desorganizamos, poderíamos escapar e sofrer a derrota. Não é a 7ª maravilha, mas vamos a partir de estancar derrotas, buscar vitórias”, concluiu.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial