Home Futebol Rogério Ceni abre o jogo sobre trabalho de Abel Ferreira no Palmeiras

Rogério Ceni abre o jogo sobre trabalho de Abel Ferreira no Palmeiras

Treinador do Bahia relembra embates com o português no comando do Verdão e elogia méritos

Paulo Foles
Paulo Foles atua como redator do Torcedores.com desde 2018. Neste período, cobriu grandes eventos esportivos, incluindo a Copa do Mundo e Olimpíadas. Com passagem em "Futebol na Veia", "Esporte News Mundo", "The Playoffs" e outros, tem como foco o futebol brasileiro e internacional, além de experiências com NBA e NFL.
Abel Ferreira e Rogério Ceni

Abel Ferreira e Rogério Ceni se cumprimentam. Foto: Rodrigo Corsi/Agência Paulistão

Com trabalhos de destaque em alguns clubes brasileiros nos últimos anos, Rogério Ceni teve diversos embates com Abel Ferreira no Palmeiras. Após o duelo entre o clube baiano contra o paulista, Ceni exaltou a produção do português que está no Verdão desde o final de 2020 e já venceu 10 taças, incluindo duas vezes a Copa Libertadores da América.

PUBLICIDADE

“Ele sempre pelo Palmeiras, eu pelo São Paulo, Flamengo e Bahia. Treinador que tem méritos ou não estaria nesse estágio”, definiu Ceni, em entrevista coletiva após a derrota do Bahia por 2 a 0 contra o Alviverde, no Allianz Parque, em jogo válido pela 15ª rodada do Brasileirão Série A.

Apesar do resutado negativo, o ex-goleiro mostrou otimismo com o processo de evolução de sua equipe, que está em quinto colocado neste momento, com 27 pontos, quatro a menos que o líder Flamengo.

PUBLICIDADE

“A gente tem um time em construção, se moldando ainda, contra o Palmeiras, que já vem, apesar de algumas trocas, com jogadores se destacando da base, que vão subindo. Time bem estruturado”, avaliou o treinador.

Em busca de recuperação após derrota, o Tricolor de Salvador enfrenta o Athletico Paranaense na próxima quarta-feira (10), fora de casa, em Curitiba, às 19h (de Brasília).

Rogério Ceni avalia derrota do Bahia para o Palmerias

“Eles foram felizes, fizeram dois gols, um a gente praticamente preparou para eles a jogada, no outro foi uma infelicidade, o Everton vai cortar a bola e abre contra-ataques para ele. Muito competitivo o Palmeiras, sempre uma equipe difícil de enfrentar”, analisou o comandante do Bahia.

Estêvão, de apenas 17 anos, foi o “dono” do jogo com um golaço e uma assistência para Rony. O Palmeiras de Abel Ferreira chegou aos 30 pontos com esse resultado e está na cola do Flamengo, com apenas um ponto de desvantagem.

PUBLICIDADE
18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial